VISITE VIZELA

Adruzilo Lopes e Vasco Ferreira voltam a estar presentes no CNR

Com mais um título do Agrupamento de Produção já assegurado nesta época, através de Adruzilo Lopes e Vasco Ferreira, a ARC Sport está agora extremamente empenhada em chegar ao 4º título absoluto nos ralis nacionais, com Ricardo Moura e António Costa. As contas não são fáceis, mas tudo é possível.


LUTAR PELO TÍTULO ABSOLUTO

ARC SPORT QUER O 4º TÍTULO PARA RICARDO MOURA

A decisão do Campeonato Nacional de Ralis de 2015 ficou reservada para a derradeira jornada a disputar a 7 e 8 de novembro no Algarve. Dois dias que se esperam escaldantes, apesar do mau tempo que recentemente assolou a região algarvia. Desta vez a base do Rallye Casinos do Algarve é em Loulé, assinalando o regresso da prova do Clube Automóvel do Algarve aos pisos de terra.

Com mais um título do Agrupamento de Produção já assegurado nesta época, através de Adruzilo Lopes e Vasco Ferreira, a ARC Sport está agora extremamente empenhada em chegar ao 4º título absoluto nos ralis nacionais, com Ricardo Moura e António Costa. As contas não são fáceis, mas tudo é possível.

“Podemos dizer que é sempre extremamente positivo chegar à última prova do campeonato com a hipótese de alcançar o título. Fomos, novamente, dos conjuntos mais competitivos no Campeonato Nacional de Ralis. Esta prova tem troços muito técnicos, semelhantes a algumas das especiais disputadas no Algarve pelo Rally de Portugal, mas em sentido diferente. Será, na minha opinião, uma prova dura mas extremamente competitiva. O nosso principal adversário é uma equipa oficial e profissional, que irá com certeza ao Algarve, com o objetivo de vencer a prova. Cabe-nos a nós, contrariar esse favoritismo”, afirmou Ricardo Moura.

Depois de terem festejado por três vezes consecutivas o título máximo em 2011, 2012 e 2013, Ricardo Moura e António Costa tentam, agora de Ford Fiesta R5, recuperar esse objetivo pelo qual lutaram ao longo de toda a temporada.

Já com o título de Produção reconquistado, Adruzilo Lopes e Vasco Ferreira voltam a estar presentes no CNR pelo inegável prazer de competir. Aos comandos do Subaru Impreza R4 da ARC Sport, a equipa vai tentar voltar a triunfar na categoria RC2N.




“Este é o último desafio do campeonato deste ano. Está tudo decidido em relação aos nossos objetivos, que mais uma vez, foram totalmente alcançados. Para este Rallye do Algarve queremos chegar ao fim e lutar pela vitória no grupo, tal como o fizemos quando começou o campeonato: a Ganhar!
Em relação à prova, acho que é o regresso do Rallye do Algarve às origens. Os troços de terra são o verdadeiro carisma do rali algarvio”, disse Adruzilo Lopes.

Para a ARC Sport esta é, sem dúvida alguma, uma prova vital. A equipa de Aguiar da Beira está concentrada em devolver a Ricardo Moura e António Costa o título de Campeões Nacionais de Ralis.

“É sempre bom que a decisão do título absoluto fique reservada para a última prova. Demonstra que foi um campeonato muito competitivo. Vamos fazer tudo para que o Ricardo Moura seja campeão no Algarve, como já aconteceu. Desta vez é uma tarefa difícil, mas não impossível. Acreditamos na justiça dos regulamentos e das decisões dos comissários. Não podemos ir para o Algarve a pensar em deliberações questionáveis, como aconteceu na última prova de Mortágua, onde o Colégio de Comissários não foi muito coerente em termos de decisões. Os critérios devem ser iguais para todos! Acreditamos que poderemos chegar ao título, estando absolutamente confiantes e empenhados em contribuir para o êxito do Ricardo Moura e do António Costa”, concluiu Augusto Ramiro.

O Rallye Casinos do Algarve tem partida agendada para as 12h30 do próximo sábado, terminando no domingo pelas 15h00. São oito provas especiais de classificação em terra, com duplas passagens pelos troços de São Brás, Alportel, Ameixial e Salir.