O ddV saúda todos os candidatos às autarquias do Concelho de Vizela concorrentes às eleições de 1 de outubro. Viva o Concelho de Vizela.

Pedro Paulo faleceu há dez anos

Amava imenso Vizela




No próximo dia 10 de fevereiro (quarta-feira de cinzas) passam dez anos sobre a data de falecimento de Pedro Paulo Leite Pedrosa.

Amigos e familiares, com a colaboração dos párocos José Machado e Constantino Sá, mandam celebrar duas missas:

Dia 10 de fevereiro (quarta-feira de cinzas) pelas 19 horas em S. João das Caldas e domingo, dia 14 de fevereiro (data do seu funeral) em S. Miguel das Caldas pelas 10h30.

No sábado dia 13 de fevereiro pelas 15h30 será colocada uma lápide em nome de todos os amigos no túmulo deste vizelense no cemitério de S. João das Caldas.

Pedro Paulo, figura vizelense muito conhecida, tinha 45 anos quando de morte súbita deixou o mundo terreno, a sua amada terra, familiares, amigos e instituições às quais tanto da sua vida dedicou.

Foi escuteiro no CNE de S. Miguel tendo pertencido ao Grupo Cénico desta paróquia onde os seus dotes artísticos, sobretudo no teatro, foram tão vincados.

Também em S. João das Caldas mostrou ser um homem do palco quando integrou o Grupo Aleziv dedicado à representação.

Durante três décadas serviu as Festas da Vila de Vizela, como apresentador de espectáculos e locutor da Cabina de Som, desempenho que o viria a catapultar para a Rádio Vizela estação de rádio local onde foi um dos fundadores e teve a primazia de ser a primeira voz a fazer-se ouvir através das ondas hertezianas na histórica noite de 13 de junho de 1986.

Desde a fundação da Rádio Vizela até ao seu falecimento, 20 anos depois, Pedro Paulo apresentou diversos programas com especial ênfase para o Bom Dia Domingo que preenchia as manhãs de domingo, fez inúmeras reportagens e relatou centenas de jogos, sobretudo do seu Futebol Clube de Vizela do qual era fervoroso sócio com perto de 30 anos de filiação e colaborador.

Foi um grande lutador pela criação do Concelho de Vizela e redactor desportivo do extinto Notícias de Vizela.

A sua morte, que ocorreu oito dias depois do falecimento do seu pai Dimas Pedrosa, foi muito sentida em todo o Vale do Vizela e não só, tendo a Câmara e Assembleia Municipal de Vizela aprovado por unanimidade votos de pesar pelo desaparecimento deste dedicado vizelense.

O Futebol Clube de Vizela guardou um minuto de silêncio antes do início de um jogo com todo o público a aplaudir de pé e no estádio foi dado o seu nome à cabina de imprensa.

A Rádio Vizela fez ecoar por toda a região a grande perda que o novel concelho sofrera no desaparecimento de um dos maiores entusiastas desta estação emissora e de um verdadeiro vizelense de corpo e alma.