O ddV saúda todos os candidatos às autarquias do Concelho de Vizela concorrentes às eleições de 1 de outubro. Viva o Concelho de Vizela.

Sete Autarcas do CDS-PP de Vizela estiveram presentes na Convenção Fundadora dos Autarcas Populares

Realizou no sábado, dia 27 de fevereiro, em Aveiro.

O evento que reuniu 500 participantes, vindos de todo o país, continente e Regiões Autónomas.
O objetivo desta Convenção foi a implementação dos Autarcas Populares (AP), estrutura do Partido já anteriormente criada nos Estatutos e com Regulamento próprio aprovado.
Os Autarcas Populares (AP) visam “proporcionar apoio organizado aos seus membros, em todos os aspetos da gestão autárquica e colaborar com os órgãos do Partido na definição e aplicação da política autárquica.

São órgãos dos Autarcas Populares: O Coordenador Autárquico Nacional; O Conselho de Presidentes de Câmara; O Conselho de Vereadores; O Conselho de Deputados Municipais; O Conselho de Presidentes e Vogais de Junta de Freguesia e o Conselho de Membros de Assembleia de Freguesia.

A Convenção teve vários momentos, sendo de destacar a homenagem aos antigos autarcas do Partido, com a passagem de um filme com os 100 Presidentes de Câmara do CDS, e a atribuição de placas de agradecimento a três Presidentes de Junta de Freguesia e a dois Presidentes de Câmara.

Intervieram os atuais cinco Presidentes de Câmara sob o tema “O Poder como Serviço às Populações”, e quatro vereadores falaram do tema “Ser Oposição, Construir o Futuro”. Houve ainda uma intervenção do representante da JP sobre “Os Jovens no Poder Local”, e outra sobre “Poder Local, Democracia e Desenvolvimento”, proferida pelo Dr. Manuel Maio.

Coube ao presidente do partido encerrar a Convenção Fundadora dos Autarcas Populares. Paulo Portas, fez questão de destacar a constituição dos “Autarcas Populares”, sublinhando que este era “um compromisso essencial dos órgãos diretivos do CDS”. No seu entender, não restam dúvidas de que o partido passa, agora, a contar com “uma exigência maior e uma capacidade de resposta melhor à organização dos autarcas militantes, simpatizantes ou independentes, eleitos pelo CDS”.

Paulo Portas citou Amaro da Costa para lembrar a importância que as autarquias devem ter para o partido: “As autarquias devem estar para o CDS como os sindicatos para alguma esquerda”.
“Um partido constrói-se de uma reputação e essa reputação começa na proximidade”, sublinhou, sustentando que “quem está mais próximo dos cidadãos são os municípios e as freguesias”. Salientou que as “câmaras onde há uma maioria CDS sabem adotar políticas IMI pró-família”, “IRS pró-família”, têm “prazos de pagamento a fornecedores que são um exemplo para o país” e têm “a despesa controlada” e sabem “sabem aplicar os recursos”.

Foram ainda homenageados na Convenção vários Autarcas Populares.
Estiveram presentes na sessão de encerramento, como convidados, o Presidente da Câmara Municipal de Aveiro, um Vice-Presidente e o Secretário-Geral dos Autarcas Sociais-Democratas.
Este encontro foi muito importante pois permitiu fomentar experiências e relações de proximidade entre as estruturas locais e as nacionais, pois que só assim e numa ação concertada será possível responder aos anseios das populações.
«O CDS de Vizela tudo fará para que o concelho evolua e consiga encontrar, caso a caso, solução para os graves problemas que atravessa» - defende este partido em nota enviada à Comunicação Social.