VISITE VIZELA

Comunicado da JP sobre a despoluição do Rio Vizela


A Juventude Popular (JP) de Vizela está atenta ao Concelho. Não nos alheamos aos reais problemas do nosso município. Desta feita, encaramos a questão ambiental, mais precisamente a limpeza do Rio Vizela, com toda a seriedade que efetivamente merece. O tema “Salvar o Rio Vizela” deve ser trazido para cima da mesa, sendo mantido constantemente na agenda e debate político, pois trata-se de um assunto grave para o Concelho. 


No nosso entender, esta é uma questão estrutural no Concelho de Vizela. Com efeito, enquanto uma força política que somos, enquanto uma juventude partidária ativa e preocupada com a sua Cidade, não temos como pretensão apropriarmo-nos desta iniciativa levada a cabo por um movimento de cidadãos que decidiram livremente, e bem, colocar este assunto na agenda política para tentar resolver um problema que se arrasta há décadas. Mas sim, queremos intervir como uma voz que se fará ouvir!
Em primeiro lugar, nós elementos da JP apoiamos e assinámos a petição entregue na Assembleia da República, no passado dia 19 de julho de 2016. 

Em segundo lugar, queremos assumir um compromisso publicamente com todos aqueles que também assinaram esta petição, que a JP já se inteirou, mas pretende continuar a perceber os reais problemas, no que tem que ver com a poluição do Rio Vizela, junto daqueles que lideram este movimento.
Em terceiro lugar, temos consciência que só é possível alcançar a notoriedade necessária quando toda a comunidade Vizelense se aliar a esta causa, para que esta reivindicação ganhe ainda mais força. Por este motivo, iremos promover sessões de sensibilização, quer nas redes sociais e imprensa local quer junto da sociedade civil.

Sabemos que o rio Vizela é o principal afluente do rio Ave, e que nasce na zona montanhosa de Fafe. Sendo este ponto aquele com que nos devemos preocupar, sendo constantemente encontradas severas dificuldades na despoluição do Rio Vizela.
Sabemos também que hoje vivemos num mundo globalizado, e mais do que nunca, é necessário pensar no crescimento verde, agindo localmente.
Hoje, temos consciência que é urgente em Vizela alinhar uma estratégia coerente e pensada na ótica da economia verde.

Hoje, temos consciência que é necessário que haja uma articulação entre um bom planeamento ambiental, uma maior eficiência (no sentido da redução dos desperdícios), uma melhor reabilitação dos recursos hídricos e uma maior fiscalização. E neste último ponto, reside o cerne da questão. 

É crucial apurar responsabilidades, perceber afinal, quem efetivamente fiscaliza todas as descargas poluentes para o Rio? Porque é que é necessário perceber quem causa este dano reputacional na região? São questões basilares, mas fulcrais na análise e resolução da questão do Rio Vizela.
Hoje, mais do que nunca, é necessário que seja feita uma abordagem realista, com bom senso, completamente à margem de ideologias. 

Em suma, queremos garantir perante todos os Vizelenses que podem contar connosco para lutar por um Rio Vizela saudável.
Por uma causa nobre, não daremos tréguas nesta matéria enquanto não apurarmos todas as responsabilidades. Porque afinal a culpa, essa não pode morrer solteira, e o Rio Vizela é um assunto extremamente sério para ser tratado de ânimo leve.

25 de julho de 2016,
A Juventude Popular de Vizela