VISITE VIZELA

Passagem superior pedonal na VIM instalada em Lordelo no início de 2017

Estrutura está em fase de construção e será colocada em Lordelo no princípio do novo ano. Intervenção vai reforçar condições de segurança.



A passagem superior pedonal na Via Intermunicipal (VIM), no lugar de Enxudres, em Lordelo, será colocada no início do próximo ano. O acesso, que demora dois meses a ser fabricado, encontra-se já em processo de construção, desde o dia 23 de novembro.


Em termos de prazos, a empreitada não inicia em campo, uma vez que a estrutura está a ser programada na empresa responsável por executar a edificação pré-fabricada. Com um prazo global de três meses, a obra de construção da passagem superior, orçada em 126.490,80 euros, valor ao qual acresce a taxa de IVA em vigor, iniciará brevemente as suas fundações, ficando posteriormente a aguardar pela conclusão da estrutura, que deverá ocorrer no final do janeiro.
Recentemente, a Câmara Municipal de Guimarães procedeu a obras de requalificação na VIM no percurso rodoviário respeitante ao seu concelho. A intervenção no pavimento abrangeu áreas geográficas relativas aos territórios das vilas de Lordelo e Serzedelo e da freguesia de Guardizela, numa extensão total de 5,7 quilómetros.

Com um valor de 2 milhões e 360 mil euros, as obras tiveram como objetivo aumentar a segurança rodoviária aos automobilistas que diariamente utilizam aquela movimentada via. O âmbito da intervenção contemplou, também, a colocação de separadores centrais que eliminaram o risco de colisões frontais. A reabilitação do pavimento teve igualmente como função diminuir o ruído na circulação automóvel e aumentar o conforto dos utilizadores da VIM, além de ter sido realizada uma reformulação dos órgãos de drenagem de toda a via, entre os quais, aquedutos, valetas e sarjetas.

«O perfil da estrada tem agora um aspeto urbano, com balizadores e marcas refletoras, passeios para os peões, requalificação da rede de iluminação pública com a colocação de novos sistemas nas novas rotundas e cruzamentos, na sequência da elaboração de um estudo que foi efetuado para uma melhor regulação do tráfego», disse o Presidente do Município de Guimarães, Domingos Bragança.