VISITE VIZELA

Vizelense vence Fotografia Centenário das Aparições de Fátima

José António Freitas Guimarães, venceu na categoria "Paisagem" com uma fotografia do Santuário de Fátima. O prémio “Fotografia do Centenário das Aparições”, que galardoa a mais destacada das obras a concurso, criado pelo Santuário de Fátima no contexto do Centenário, foi atribuído ex aequo, aos trabalhos de Rui Duarte Silva, de Mindelo, e de Javier Arcenillas, de Madrid, vencedores da categoria “Fotonarrativa”, anunciou  o reitor do Santuário de Fátima na Jornada de Abertura do Ano Jubilar do Centenário das Aparições de Fátima, que decorreu no Centro Pastoral de Paulo VI, em Fátima. Os prémios serão entregues no dia 18 de dezembro em Fátima.


As fotos que foram submetidas a concurso não podem ser divulgadas sem que o as mesmas sejam libertadas pela organização o que só deverá acontecer depois de previsível exposição.
José António Guimarães (funcionário da Caixa Geral de Depósitos-Vizela) para além de vencer uma categoria de tão importante concurso internacional, vai receber um prémio monetário.
Graças a este vizelense apaixonado pela fotografia, em 2013 o maior álbum fotográfico do mundo contou com uma dezena de fotografias de Vizela. Todas lindas como é Vizela. O álbum com fotos de todo o mundo foi apresentado em Braga onde esteve exposto no Centro Comercial Braga Parque até maio de 2013.
O autor venceu também já outros vários prémios locais e nacionais.


NOTA DA ORGANIZAÇÃO



O prémio “Fotografia do Centenário das Aparições”, que galardoa a mais destacada das obras a concurso, criado pelo Santuário de Fátima no contexto do Centenário, foi atribuído ex aequo, aos trabalhos de Rui Duarte Silva, de Mindelo, e de Javier Arcenillas, de Madrid, vencedores da categoria “Fotonarrativa”, anunciou esta tarde o reitor do Santuário de Fátima na Jornada de Abertura do Ano Jubilar do Centenário das Aparições de Fátima, que decorreu no Centro Pastoral de Paulo VI, em Fátima.

«Pela eminente qualidade apresentada, pelas dimensões de presença e acompanhamento requeridas por um trabalho de continuidade e pelo particular desafio que a necessidade de vinculação a uma linha narrativa coerente (na linguagem fotográfica e na qualidade) implica», o júri entendeu que o prémio fosse atribuído aos trabalhos dos dois fotógrafos refere a nota da Comissão Coordenadora do Centenário das Aparições de Fátima a que a Sala de Imprensa teve acesso.

Os prémios foram atribuídos por categorias.
Na categoria “Retrato humano”, a fotografia vencedora é da autoria de João Torcato de Sousa, de Espite. Na categoria “Paisagem”, o prémio foi atribuído a trabalho fotográfico de José António Freitas Guimarães, de Vizela.
A “notável qualidade” de outros quatro trabalhos que com este disputaram a vitória levou o júri a decidir a menção honrosa de fotografias de António Carlos Pereira da Costa, de Vila Nova de Gaia, Ricardo João Caetano dos Santos Perna, da Charneca da Caparica, e Rui Duarte Silva (dois trabalhos), de Mindelo, destaca a nota.
Em “Espiritualidade e mensagem: práticas e ritualidade”, o júri deliberou a atribuição do prémio da categoria, ex aequo, a fotografias de António Carlos Pereira da Costa, de Vila Nova de Gaia, e Ricardo Miguel Couto Ferreira Catarro, de Almeirim.
Na categoria “Fotonarrativa”, a vitória foi pelo Júri atribuída também a obras de dois autores, ex aequo, pela grande qualidade de ambos os portefólios: Rui Duarte Silva, de Mindelo, e Javier Arcenillas, de Madrid (fotografo internacional com colaborações em conceituadas revistas como a do National Geographic).

«O Santuário de Fátima regozija-se com a riqueza dos olhares sobre Fátima que, distintos e complementares – quer na atitude e técnica fotográficas, quer nas visões/perspetivas registadas, quer ainda nos temas tratados –, se revestiram de notáveis dignidade e qualidade e expressa o seu agradecimento a quantos quiseram, por meio da participação nesta particular iniciativa, associar-se à celebração do Centenário das Aparições», salienta a nota que enquadra este concurso no contexto celebrativo do Centenário.

«Tendo em conta a relação estreita, na história e na contemporaneidade, da fotografia a Fátima, bem como o relevo desta arte para a linguagem hodierna, o Santuário de Fátima abriu o Prémio Fotografia Centenário das Aparições de Fátima, por meio do qual convidou os entusiastas e profissionais da fotografia a olharem para Fátima a partir das categorias Retrato humano, Paisagem, Espiritualidade e Mensagem: práticas e ritualidade e Fotonarrativa e a registarem esse olhar, apresentando-se a concurso», adianta destacando que «a arte fotográfica constitui um privilegiado contributo para uma fecunda hermenêutica de Fátima – semântica, artística e contemporaneamente significativa –, bem como um instrumento particularmente propício para a vivência celebrativa do Centenário».

«A abundante e qualitativamente assinalável participação no Prémio é reveladora da pertinência da iniciativa e do seu êxito. O Santuário de Fátima congratula-se, pois, com a adesão verificada e os bons resultados obtidos. E tem o prazer de, em união com o Júri que analisou e avaliou os trabalhos a concurso, dar a conhecer os autores dos trabalhos premiados», conclui a nota.

Os prémios do concurso serão entregues no próximo dia 18 de dezembro, no Centro Pastoral de Paulo VI.