FELIZ NATAL

Cidália Cunha bate com a porta à Coligação por não ter sido ouvida na escolha do candidato PSD/CDS à Câmara de Vizela

«Porque entendo que nestas circunstâncias, sendo eu a única Vereadora representante desta Coligação na Câmara Municipal nunca pensaria que me fosse sonegada a possibilidade de participação, quer na escolha do Candidato, quer no acordo eleitoral da Coligação, como aconteceu.

Cidália Cunha, eleita vereadora da Câmara Municipal de Vizela em 2013 pela coligação PSD/CDS Vizela é Para Todos, emitou um comunicado que pode aqui ler na sua íntegra.
Tida como uma vereadora corajosa, sem medos nem papas na língua na bancada da oposição na CMV, foi durante vários anos presidente do CDS-PP de Vizela.
O candidato à Câmara de Vizela pela Coligaão PSD/CDS é Jorge Pedrosa (presidente do PSD de Vizela) e foi apresentado no sábado publicamente tendo o acordo desta candidatura sido assinado entre o próprio e José Abreu presidente do CDS.

COMUNICADO DE CIDÁLIA CUNHA AOS VIZELENSES

Porque entendo que a Lealdade, Transparência e a Confiança são os pilares que sustentam um grupo, tanto em matéria política, como em qualquer outra área social, e que são essencialmente estes os valores que definem a conduta do ser humano, bem como a sua forma de estar na vida e, quando estes valores são ultrapassados, subvertidos ou ocultos, nada mais resta que não seja a mudança de paradigma do próprio grupo.

Porque entendo que, ao não me ter sido dada a possibilidade de me exprimir, expressar, arguir, sobre a seleção do candidato ou possíveis candidatos adequados e disponíveis para encabeçar a lista à Câmara da Coligação “ Vizela é para Todos” nas próximas eleições autárquicas, e de ter sabido por elementos alheios ao grupo restrito que comigo quinzenalmente reunia, que o candidato , cabeça de lista, iria ser anunciado no jantar do passado dia 14 de Janeiro, sem que tivesse escutado uma palavra neste sentido dos responsáveis que compõem a Coligação PSD/CDS-PP, senti-me uma “ estranha” no seio do meu próprio grupo e, por isso, entendo que eticamente foram quebradas todas as regras e os laços de união que mantive durante largos anos com esta Coligação.

Porque entendo que nestas circunstâncias, sendo eu a única Vereadora representante desta Coligação na Câmara Municipal nunca pensaria que me fosse sonegada a possibilidade de participação, quer na escolha do Candidato, quer no acordo eleitoral da Coligação, como aconteceu.

Assim sendo e, como para mim a política sem ética não é Política , entendo que é chegada a hora de me distanciar do rumo desta Coligação “ Vizela é para Todos” continuando, no entanto até ao final do presente mandato na Vereação da Câmara Municipal a fazer uma oposição com coragem e sem medo como sempre fiz, baseada nos princípios da legalidade e transparência, em prole de Vizela e dos Vizelenses. Serei a mesma pessoa com um Estatuto diferente a partir de hoje, conforme já anunciado em reunião de Câmara desta tarde.

Nesta minha ação política como Vereadora fica excluída a
representação da Coligação “ Vizela é para todos” .


A Vereadora da C.M.V.
Cidália Cunha