VISITE VIZELA

Instalação de passagem pedonal em Lordelo condiciona VIM

Montagem da estrutura será desenvolvida entre esta sexta e a próxima quarta-feira. Intervenção vai reforçar condições de segurança.



A Câmara Municipal de Guimarães vai proceder à instalação da passagem superior pedonal na Via Intermunicipal (VIM), no lugar de Enxudres, em Lordelo, entre esta sexta, dia 17, e a próxima quarta-feira, 22 de fevereiro. Os trabalhos vão determinar a interrupção do trânsito naquele local em três dos quatro dias necessários para a instalação da estrutura. Depois da pré-fabricação e da realização das fundações, a intervenção, orçada em 126.490,80 euros, valor ao qual acresce a taxa de IVA em vigor, entra agora na sua fase de conclusão.


A realização dos últimos quatro dias de obra, que decorrerá entre as 08 horas da manhã e as 18 horas, começa esta sexta-feira com a montagem dos pilares, o que obrigará a uma suspensão do tráfego entre as ruas do Alto e Monte de Cima e o entroncamento da Travessa do Paço e o acesso à Estrada Nacional 105, com o desvio de trânsito a ser efetuado pela rua do Alto e EN 105.


Na segunda-feira, 20 de fevereiro, decorrerá a montagem de patamares, escadas e rampas do lado oeste da passagem pedonal, pelo que não será necessário condicionar o tráfego. No dia seguinte, continua a instalação de patamares, mas a colocação de escadas a este da passagem implicará o corte de trânsito na VIM, o mesmo acontecendo no último dia, quarta-feira, com a montagem da viga em formato “U”. Os trabalhos serão devidamente sinalizados e delimitados de acordo com o plano de sinalização previamente aprovado pela Coordenação de Segurança da obra.


Via com mais segurança

Recentemente, a Câmara Municipal de Guimarães procedeu a obras de requalificação na VIM no percurso rodoviário respeitante ao seu concelho. A intervenção no pavimento abrangeu áreas geográficas relativas aos territórios das vilas de Lordelo e Serzedelo e da freguesia de Guardizela, numa extensão total de 5,7 quilómetros. Com um valor de 2 milhões e 360 mil euros, as obras tiveram como objetivo aumentar a segurança rodoviária aos automobilistas que diariamente utilizam aquela movimentada via.

O âmbito da intervenção contemplou, também, a colocação de separadores centrais que eliminaram o risco de colisões frontais. A reabilitação do pavimento teve igualmente como função diminuir o ruído na circulação automóvel e aumentar o conforto dos utilizadores da VIM, além de ter sido realizada uma reformulação dos órgãos de drenagem de toda a via, entre os quais, aquedutos, valetas e sarjetas.



«O perfil da estrada tem agora um aspeto urbano, com balizadores e marcas refletoras, passeios para os peões, requalificação da rede de iluminação pública com a colocação de novos sistemas nas novas rotundas e cruzamentos, na sequência da elaboração de um estudo que foi efetuado para uma melhor regulação do tráfego», disse o Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança.