Feira Romana de Vizela, 9 a 11 de junho. Participe.

Hospital Senhora da Oliveira celebra Dia do Rim

O Hospital da Senhora da Oliveira Guimarães lembra o Dia Mundial do Rim que se comemora hoje, dia 9 de março.
A este propósito, o Serviço de Pediatria do Hospital, de acordo com o tema mundial escolhido para este ano, «doença renal e obesidade», agendou várias atividades com entidades da região que decorrem na semana de 6 a 12 deste mês. Destaque para uma aula de ginástica com as crianças e pais da Consulta Externa, realizada no dia 08 de março, com a colaboração de alunos e professores do Agrupamento de Escolas Francisco de Holanda, de Guimarães, onde a sensibilização para a manutenção de um estilo de vida saudável foi um dos objetivos, o Serviço participará ainda em sessões de esclarecimento em várias outras escolas da região durante a corrente semana.


No mesmo sentido, o Serviço de Urologia do Hospital informa a comunidade que os rins, órgãos nobres por natureza, têm, entre outras, as funções de depuração corporal de substâncias desnecessárias ao organismo, a produção de hormonas e o auxílio na produção dos eritrócitos. Pode mesmo considerar-se que os rins são um dos órgãos mais atendidos e queridos nesta especialidade médica. São múltiplas as patologias do foro da Urologia que podem afetar os rins, desde as benignas (litíase urinária, tumores benignos, infeções urinárias) às malignas (tumores do parênquima renal ou do urotélio).

Tendo como meta a preservação máxima das funções dos rins, que extinguindo-se pode levar à necessidade de realizar terapêuticas de substituição renal (hemodiálise, diálise peritoneal) ou à necessidade de um transplante renal, os tratamentos e intervenções urológicos que envolvem estas doenças têm sempre em mente o seguinte objetivo: tratar a doença atendendo sempre à preservação do máximo de unidades funcionais do rim - os nefrónios.

Acompanhando esta evolução «natural» da medicina, o Serviço de Urologia do Hospital evoluiu com os restantes pares da especialidade, de tal modo que, à data de hoje, as mais avançadas técnicas de diagnóstico e de tratamento minimamente invasivas, disponíveis nos melhores centros do mundo, estão disponíveis no Hospital, nomeadamente:

- Exames de diagnóstico: ureterorrenoscopia flexível que é o estudo de imagem em tempo real do ureter e bacinete utilizando um aparelho com fibra ótica maleável, adaptável ao alto aparelho urinário - ureter e rim;

- Tratamentos: nefrectomia parcial e total laparoscópica (técnicas cirúrgicas com recurso a incisões com cerca de um centímetro e através de instrumentos que operam dentro do próprio corpo), litotrícia a laser (técnica de fragmentação de cálculos urinários do ureter e do rim com esta energia), através de ureterorrenoscopias flexíveis ou de pequenas incisões na pele, e excisão a laser de tumores malignos através de técnicas endoscópicas.