FELIZ NATAL

Atentado do Batateiro em S. Martinho relatado em livro

A 21 de Maio de 1976, Rosinda Teixeira, residente em São Martinho do Campo, foi assassinada à bomba por elementos da rede bombista de extrema-direita. O livro de Miguel Carvalho é apresentado dia 20 deste mês e relata os factos e homenageia Rosinda.

O autor narra na sua página os passos que serão dados.
«A sua história (de Rosinda Teixeira), e a história do domínio feudal do industrial Abílio "Batateiro" em Santo Tirso, ficou esquecida. No próximo dia 20 de Maio, 41 anos depois, vamos regressar ao local onde mataram Rosinda. 
Pelas 15h30, falaremos de "Quando Portugal Ardeu" e será prestada uma homenagem a esta vítima da violência política, perpetuando a sua lembrança no local para que as gerações vindouras não esqueçam. Será, certamente, um momento inesquecível. E queria agradecer publicamente ao Artur Jorge Matos e ao Nelson Teixeira, filho da Rosinda, terem tomado a iniciativa de resgatar estas memórias a pretexto do meu livro. 
(A sessão é ao ar livre e aberta à participação de todos os interessados).