VISITE VIZELA

Plano de Ajustamento da Câmara de Vizela suspenso

Redução da dívida da Câmara Municipal em 2016 permite saída do PAEL




Em comunicado de imprensa a Câmara Municipal de Vizela informa que «está livre do Plano de Ajustamento Financeiro (PAF), que decorria dos processos de PAEL e Reequilíbrio Financeiro, e de todas as suas obrigações.

O esforço de redução da dívida da Autarquia em mais de 3 milhões de euros face a 2015 ditou que o Governo, através das Secretarias de Estado do Orçamento, Tesouro e Autarquias Locais, aprovasse a suspensão do PAF e todas as suas obrigações.

O despacho conjunto reconhece assim o esforço de redução da dívida em 6,3 milhões de euros nos últimos 3 anos.

Recorde-se que o processo do PAEL iniciou em 2012, tendo em final de 2014 sido autorizados os empréstimos no âmbito do Programa de Apoio à Economia Local para regularização da dívida de curto-prazo e diminuir o prazo médio de pagamento aos seus fornecedores.

No ano 2016, a estabilização da dívida total, através da amortização extraordinária de empréstimos, do pagamento de dívida a fornecedores, da resolução do Fundo de Regularização Municipal e da correção do cálculo da dívida, permitiu que à Câmara Municipal posicionar-se muito abaixo do limite de endividamento imposto pela Lei das Finanças Locais em cerca de 1,1 milhões, e, consequentemente, cumprir os limites da dívida perspetivados no Plano de Ajustamento Financeiro.

Vizela vê agora reconhecido o esforço efetuado, realçando que só em 2016, a redução atingiu 3 milhões de euros de redução.

Assim, o Município vê aplicada a suspensão do Plano de Ajustamento Financeiro e das suas obrigações, uma ação que o Executivo Municipal encara com satisfação e que permite encarar 2018 e os anos seguintes com tranquilidade e otimismo quanto à capacidade empreendedora da Câmara Municipal de Vizela».


Vizela entre os 100 municípios 
com melhor eficiência financeira
 
A Câmara Municipal de Vizela está entre os 100 municípios com maior eficiência financeira de 2016, de acordo com Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2016.
O Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2016 apresenta uma análise económica e financeira das contas dos 308 municípios relativas ao exercício económico de 2016.
Vizela ocupa também a quinta posição do ranking global dos municípios do distrito de Braga com melhor pontuação global naquele Anuário.
A Autarquia de Vizela figura ainda na 36ª posição do ranking global dos municípios de média dimensão de entre 100 melhor classificados, subindo 39 lugares na lista em relação a 2015.
Vizela integra ainda a lista dos vinte municípios com maior grau de execução do saldo efetivo, na ótica dos compromissos. Numa boa gestão, as receitas efetivas devem ser superiores às despesas efetivas, situação na qual Vizela se enquadrou, com um grau de execução de saldo efetivo de 31,4%.
Outro dos dados a destacar é que a Câmara Municipal de Vizela ocupa o oitavo lugar no ranking dos municípios que mais melhoraram o prazo médio de pagamento, passando de 220 dias, em 2015, para 60 dias, em 2016.
Estes são apenas alguns indicadores objetivos que comprovam o trabalho que tem sido desenvolvido, traduzido numa verdadeira evolução financeira positiva.
Indicadores que garantem a sustentabilidade económico-financeira do Município. Que permitem planear e perspetivar o futuro do concelho de Vizela.
 
 
Gabinete de Relações Públicas e Internacionais