O ddV saúda todos os candidatos às autarquias do Concelho de Vizela concorrentes às eleições de 1 de outubro. Viva o Concelho de Vizela.

"Rigor e realismo caracterizam o Programa Eleitoral do PS, com medidas e projetos viáveis que respondem às necessidades dos Vizelenses"

Rigor e realismo caracterizam o Programa Eleitoral do PS, com medidas e projetos viáveis que respondem às necessidades dos Vizelenses.

Orientados pelos princípios da transparência, do rigor e da proximidade entre políticos e cidadãos, apresentamos na passada sexta-feira o Programa Eleitoral da candidatura do PS – João Ilídio Costa 2017. Os 9 princípios, assentes em 9 eixos e em 9 medidas, resumiram a globalidade das nossas propostas que, agora, apresentamos de forma sectorial em todas as freguesias do concelho.
Depois da apresentação dos eixos Economia, Emprego e Inovação e Urbanismo e Acessibilidades, na passada terça-feira em Santa Eulália, hoje, quinta-feira, pelas 21h00, junto ao Obelisco do Tratado de Tagilde (Igreja de Tagilde), apresentaremos as nossas propostas inseridas no Eixo da Cultura, Turismo e Património. Aí teremos a oportunidade de reforçar a proposta de execução do projeto da Ponte Nova, já aprovado pela Câmara e Assembleia Municipal e com financiamento garantido.
A este propósito, e como exemplo do rigor e realismo que impomos à nossa ação e à nossa candidatura, referimos na página 15 do Programa Eleitoral do PS “Executar as obras projetadas como, por exemplo, a Reabilitação da Ponte Nova”.
Trata-se pois de uma proposta para executar no imediato considerando a qualidade do projeto elaborado pelo mais reputado projetista de pontes nacional, Professor Doutor Júlio Appleton, a racionalidade financeira da opção e o facto de esta satisfazer na íntegra a necessidade de reabilitação da travessia, o seu alargamento para trânsito em duas vias e a veículos pesados.
Tendo por base todas as notícias publicadas, as informações prestadas, bem como as propostas aprovadas em Reunião de Câmara e em Assembleia Municipal, pelo executivo do PS desde 2003, altura do primeiro relatório da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) sobre a Ponte Nova, e outras travessias sobre o Rio Vizela, que detetou problemas estruturais que obrigam à sua reabilitação ou encerramento permanente, a solução a executar vem suprimir todas as necessidades a um custo reduzido.
Porque os tempos não são de megalomanias nem de elefantes brancos, importa esclarecer os Vizelenses deste processo e desta nossa proposta:

1º O PDM de Vizela tem definido um canal para a execução de uma nova travessia junto à Ponte Nova.
A execução no local referido de uma ponte de raiz, não descorando um estudo das condições geotécnicas e hidráulicas, das estruturas rodoviárias a executar e do vão da ponte, o custo estimado seria de cerca de 1 milhão e 500 mil euros.
Os valores envolvidos, o espaço temporal necessário para o licenciamento de uma estrutura desta dimensão, apresentam-se incomportáveis considerando a necessidade de resolução do problema e o controlo financeiro que nos orienta.

2º O relatório de 2016 da FEUP à Ponte Nova e à Ponte da Lamela impõem a reabilitação das mesmas para que se mantenha a circulação rodoviária ou, caso contrário, têm de ser a curto prazo encerradas ao trânsito.

3º A reabilitação da Ponte Nova e da Ponte da Lamela, mantendo as características atuais, teriam um custo aproximado de 300 mil euros e 200 mil euros respetivamente.

4º Considerando a capacidade financeira do Município, a necessidade do investimento, a carência de travessia com duas faixas e a impossibilidade de passagem de veículos pesados, executou-se uma proposta para a Ponte Nova que satisfaz todas estas necessidades com um custo adicional de 300 mil euros.

5º Com um investimento de 600 mil euros na Ponte Nova, mantem-se intocável todo o património arquitectónico existente e a aparência visual atual. Solução esta, que também tem sido escolhida por inúmeros municípios, tendo em conta a salvaguarda do património, a identidade coletiva e a resolução do problema.
Assim, a solução apresentada é a mais razoável e racional, potenciando investimentos que obrigatoriamente já teriam de ser feitos, sendo a melhor escolha em termos de custo/benefício.

Porque a candidatura do PS e de João Ilídio Costa baseia-se na realidade atual de Vizela e do país, quer resolver os problemas dos cidadão de forma responsável e realista, criando soluções que possam ser efetivamente executadas, propomo-nos a resolver as necessidades mais prementes dos Vizelenses com rigor e transparência.
Estamos orgulhosos do Programa Eleitoral do PS – João Ilídio Costa 2017. Fique a conhecer todas as nossas propostas em https://pt.slideshare.net/PSVIZELA/programa-eleitoral-do-ps-vizela.