FELIZ NATAL

“A Televisão dos Militares”

De 27 a 29 de novembro, às 22h00, na RTP3
ESTREIA: A TELEVISÃO DOS MILITARES
 
Minissérie documental de três episódios, da autoria de Jacinto Godinho, sobre o período em que a RTP foi liderada por militares.


“A Televisão dos Militares” analisa, ao pormenor, o período entre 1974 e 1977, quando a RTP foi liderada por uma equipa militar. Foram os militares que ficaram com a tarefa de assegurar a transição da ditadura para a democracia da única emissora de televisão existente, nesses tempos, em Portugal.

No dia 25 de novembro de 1975, Portugal esteve à beira de uma guerra civil. A RTP, tanto nos Estúdios do Lumiar e Centro Emissor de Monsanto, em Lisboa, como nos estúdios do Monte da Virgem, no Porto, foi um dos alvos privilegiados da tentativa de Golpe de Estado. Em direto, os portugueses assistiram ao momento decisivo dos acontecimentos quando o capitão Duran Clemente foi impedido de continuar a falar durante a emissão do Telejornal à noite.
O 25 de novembro é o ponto alto de um período em que a televisão foi um instrumento fundamental do chamado PREC (Processo Revolucionário em Curso). A RTP mostrou as mudanças aos portugueses, mas também foi uma das protagonistas da Revolução. Foi alvo de lutas politicas e ideológicas. Os conflitos pelo domínio e instrumentalização da RTP entraram, através do ecrã, pela casa dos portugueses adentro.
Assinalando os 60 anos, a RTP investigou a sequência de acontecimentos que deram origem a este e outros episódios fundamentais da história da televisão em Portugal.
No primeiro episódio: A Tropa manda na RTP” (abrange o período de 25 de abril a 28 de setembro).
Numa primeira fase, depois do 25 de abril, os militares foram chamados para controlarem e evitarem a partidarização da emissão e da informação da RTP. Mas desde o dia 25 de abril que tanto o General Spínola (presidente da Junta de Salvação Nacional) como os militares da coordenadora do MFA desenvolveram intensas manobras de bastidores para colocarem os seus homens de confiança a mandar na RTP. Há saneamentos mas também inesperados casos de censura. Em julho de 74, o MFA consegue colocar Vasco Gonçalves à frente do Governo, mas o General Spínola nomeia um homem de confiança, o Coronel Casimiro Gomes para mandar na RTP. Com ele vem o jovem Major Ramalho Eanes.
Autoria: Jacinto Godinho RTP
Ano: 2017