FESTAS CIDADE DE VIZELA...7 a 14 agosto.Visite. Participe.

Gastrenterologia do Hospital de Guimarães continua a ser Centro de Formação Europeu

Entidade europeia voltou a certificar o Serviço de Gastrenterologia do Hospital de Guimarães como preenchendo os requisitos para formar especialistas ao nível europeu.


O Serviço de Gastrenterologia do Hospital da Senhora da Oliveira Guimarães revalidou, por mais cinco anos, a sua acreditação como Centro de Formação Europeu, pela European Section and Board of Gastroenterology and Hepatology (ESBGH). A ESBGH reconheceu novamente que o Serviço de Gastrenterologia preenche os critérios da European Union of Medical Specialists (UEMS) no que se refere à formação, programa clínico, educação e pesquisa. As áreas do trabalho clínico, endoscopia e educação são particularmente fortes. É reconhecido também que o Serviço tem um corpo clínico bem adequado e as instalações são boas. A qualidade da formação é elevada e providencia, a quem está a ser formado, experiência num espectro variado nas doenças gastrointestinais e nas doenças do fígado. Esta certificação significa que para qualquer médico que tenha formação no Serviço, esta é reconhecida em qualquer país da União Europeia.

Salienta-se que apenas existem dois serviços de gastrenterologia reconhecidos como Centros de Formação Europeu na região norte de Portugal e que o serviço do Hospital de Guimarães foi o primeiro nesta região a obter esta certificação, em 2012.
O ESBGH é umas das 39 secções especializadas da UEMS que certifica a qualidade dos serviços para a formação. Esta nova certificação será válida por mais 5 anos, como referido.

Para o Diretor de Serviço do Hospital, José Cotter, «este é mais um reconhecimento das qualidades do Serviço de Gastrenterologia do Hospital da Senhora da Oliveira Guimarães e da sua diferenciação. Basta lembrar que é o único na região do Minho que possui sub-especialistas em Hepatologia (doenças do fígado) e que presta cuidados altamente especializados a uma extensa população, sendo referência em varias áreas além da Hepatologia, como são o caso da Doença Inflamatória Intestinal, endoscopia terapêutica e cápsula endoscópica. Do ponto de vista formativo o Serviço já formou vários especialistas de elevadíssima craveira, além de ter um ativo e importante papel pedagógico no ensino da gastrenterologia no âmbito do Curso de Medicina da Universidade do Minho».