S. BENTO PADROEIRO DE VIZELA...11 de JULHO. SEJA BEM VINDO

Mulheres predominam nos quadros do Hospital de Guimarães

O Hospital de Guimarães tem atualmente 1654 trabalhadores. Tem hoje quase tantos trabalhadores como quando estava fundido com o Hospital de Fafe. Do total, 76,2% (1260) são mulheres. Nos cargos de direção e chefia também as mulheres estão em larga maioria.


O Hospital da Senhora da Oliveira Guimarães tem hoje o maior número de trabalhadores de sempre.  No total, reportado ao final do mês de março passado, são 1654 trabalhadores. Um número que tem vindo a aumentar sucessivamente ao longo dos últimos anos. As mulheres predominam, representando 76,2% da totalidade. Estão também em larga maioria nos lugares de direção e chefia, ocupando 53 cargos, num total de 83 disponíveis.

Trabalhadores no ativo por género e cargos de direção:
 
Total
Masculino
Feminino
Cargo chefia masculino
Cargo chefia feminino
Quantidade:
1654
394
1260
30
53
Percentagem:
100%
23,8%
76,2%
36%
64%

Em 1 de janeiro de 2015 foi cindido o então designado Centro Hospitalar do Alto Ave, com a devolução do Hospital de Fafe à Misericórdia local. Nesse ato, 142 trabalhadores deixaram de fazer parte dos números, pois estavam afetos aquela unidade. No entanto, desde essa altura, o número de trabalhadores da unidade de Guimarães aumentou sucessivamente. No final de 2014 eram 1660 os trabalhadores existentes (incluindo a unidade de Guimarães e a de Fafe). Neste momento, apenas em Guimarães, o número de trabalhadores é de 1654, como já referido.

Evolução número de trabalhadores:
Ano:
2015
2016
2017
Março 2018
∆%
2015-Mar18
Quantidade:
1491
1528
1615
1654
+10,9%

Desde 2015, nos dois principais indicadores de recursos humanos de saúde, médicos e enfermeiros, os números têm vindo a aumentar no Hospital de Guimarães. Nesse ano o Hospital contava com 237 médicos e atualmente tem 252, sem contar com os médicos internos. O número de médicos internos também tem vindo a aumentar ao longo dos anos, sendo atualmente de 180, um aumento de mais de 30%. Quanto aos enfermeiros, quando no ano de 2015 eram 552, são atualmente 628 os enfermeiros nos quadros, a classe profissional em maior número no Hospital.

Evolução número de médicos (sem internos):
Ano:
2015
2016
2017
Março 2018
∆%
2015-Mar18
Quantidade:
237
245
253
252
+6,3%

Evolução número de médicos internos:
Ano:
2015
2016
2017
Março 2018
∆%
2015-Mar18
Quantidade:
138
142
161
180
+30,4%

Evolução número de enfermeiros:
Ano:
2015
2016
2017
Março 2018
∆%
2015-Mar18
Quantidade:
552
567
624
628
+13,7%

Releva-se ainda o facto de que os trabalhadores estão em maioria na faixa etária dos 30-39 anos de idade. O que salienta a aposta na sustentabilidade futura do Hospital, com uma equipa, na sua larga maioria, considerada jovem.
De salientar também que o Hospital é uma instituição com um quadro de recursos humanos de elevada escolaridade. No final de 2017, cerca de 73% dos trabalhadores tinham formação superior (licenciaturas, mestrados e doutoramentos).

Boa parte destes números pode ser confirmada no Portal de Transparência do SNS. Um esforço do Ministério da Saúde para informar os cidadãos sobre os dados mais significativos das entidades prestadores de cuidados de saúde do SNS:


https://transparencia.sns.gov.pt/explore/dataset/trabalhadores-por-grupo-profissional/table/?sort=periodo&refine.regiao=Regi%C3%A3o+de+Sa%C3%BAde+Norte&refine.instituicao=Hospital+da+Senhora+da+Oliveira,+Guimar%C3%A3es,+EPE&location=22,41.43872,-8.30869