JOSÉ CID com Banda Vizelense, domingo,em Vizela às 17h00. Entrada livre.

Vizelenses acompanharam vitória de Neuville

O Rali de Portugal passa perto de Vizela, como Lousada, Guimarães, Fafe e chama muitos vizelenses. Em Fafe, ontem, onde o belga Thirry Neuville conquistou a vitória, viram-se várias bandeiras de Vizela. Na foto podem-se ver as bandeiras (azul-amarelo) de Vizela e uma tarja do GOSO-Guys of seventy on Os rapazes do bar 71 situado na Praça da República em Vizela, de Romeu Lopes).






Como tem acontecido no futebol, no acompanhamento do Futebol Clube de Vizela, este grupo de vizelenses fez notar a marca de Vizela no desporto, desta vez no Rali de Portugal.
Uma prova que o belga Thierry Neuville (Hyundai i20) venceu este domingo pela primeira vez  e assumiu a liderança do campeonato do mundo, após o seu segundo triunfo do ano, em seis provas.

Neuville, vencedor do Rali da Suécia em fevereiro, impôs-se na 52.ª edição do rali português e segurou a vantagem nas cinco últimas especiais, em Fafe, onde o britânico Elfyn Evans (Ford Fiesta) manteve a segunda posição, a 40 segundos do belga, à frente do finlandês Teemu Suninen (Ford Fiesta), terceiro a 47,3.

O vice-campeão do mundo 2013, 2016 e 2017, de 29 anos, que tinha como melhor resultado em Portugal o segundo lugar no ano passado, conquistou o seu oitavo rali, o primeiro de um belga na prova lusa, onde também se estreou a vencer a marca sul-coreana.

A primeira vitória de Neuville no Mundial de ralis remonta a 2014, quanto venceu o Rali da Alemanha, seguindo-se o triunfo na Sardenha em 2016. No ano passado, Neuville foi o mais rápido na Córsega, na Argentina, na Polónia e na Austrália.

Na classificação de pilotos, Neuville subiu ao primeiro lugar com 119 pontos, mais 19 do que o anterior líder, o francês Sébastien Ogier (Ford Fiesta), pentacampeão mundial e da prova portuguesa, que abandonou na sexta-feira e ficou hoje fora dos pontos na 'power stage'.


Depois do segundo lugar no Rali de Portugal de 2017, Neuville inscreveu o seu nome na lista de vencedores, após um fim de semana "muito duro, com boa velocidade e sem erros", como o próprio resumiu. O Mundial prossegue com o Rali da Sardenha, o sétimo dos 13 do campeonato, entre 07 e 10 de junho.

 

JOAQUIM ALVES E ANTÓNIO COSTA FORAM OS PRIMEIROS LÍDERES
 ENTRE OS CONCORRENTES PORTUGUESES

Foi com bastante entusiasmo e ânimo especial que a dupla do Skoda Fabia R5 entrou na 52ª edição do Vodafone Rally de Portugal. Depois de se ter estreado ao volante do Skoda no Rali de Mortágua, o piloto de Cesar apostava numa prova bem conseguida, num ambiente festivo como é uma prova pontuável para o Campeonato do Mundo de Ralis.

A dupla portuguesa apoiada pela ARC Sport, não podia ter começado da melhor forma, com uma fantástica vitória entre os concorrentes ao Campeonato de Portugal de Ralis, e logo na Super Especial de Lousada. Joaquim Alves e António Costa, foram a primeira equipa portuguesa em prova. Contudo, contingências do desporto automóvel, ditaram um abandono prematuro, logo na primeira passagem pelo troço de Viana do Castelo.
 
De facto, depois do excelente arranque em Lousada, apostámos em entrar bem no primeiro troço do dia, Viana do Castelo. Infelizmente, um toque de traseira, seguido de uma saída de estrada, ditou o fim desta nossa participação no Rally de Portugal. Agora, temos de recuperar e pensar já no próximo rali”, disse Joaquim Alves.

Para a ARC Sport, esta foi uma participação demasiado curta para os desejos da equipa de Aguiar da Beira, apesar dos fantásticos indicadores que Joaquim Alves deixou ao volante do Skoda Fabia R5.

Estava tudo preparado para um rali duro e desgastante, como é o Vodafone Rally de Portugal. A equipa entrou da melhor forma possível, com uma fabulosa vitória em Lousada, dando os meus parabéns ao Joaquim e ao António, por aquilo que fizeram. No entanto, logo na abertura do segundo dia, as coisas não correram nada bem, e o abandono foi prematuro. Lamentamos o azar, mas queremos fazer referência à ordem de partida dos concorrentes ao CPR, numa prova desta envergadura. Sabemos também, que a equipa estará rapidamente pronta para novos desafios”, afirmou Augusto Ramiro.