VISITE VIZELA, Santuário de S. Bento das Peras; Balneários Termais; Parque; Rio; Montanha; Património; História...

JOÃO ALMEIDA: "Queremos mais modalidades no FC Vizela"

O vice-presidente do Futebol Clube de Vizela, João Almeida é uma espécie de pai da modalidade basquetebol que pela primeira vez vai ser jogado em Vizela ao nível federado. Entrou em dezembro último na direção deste clube e de imediato avançou com a ideia de tornar o FCV mais eclético, aberto a outras modalidades nunca antes disputadas. O basquetebol pegou de estaca (arrancou a 7 de junho com as captações, terino e contratação de um experiente treinador-formador) e João Almeida só pode estar feliz


ddV - Como está a decorrer esta experiência de criar a secção de basquetebol no FC Vizela?
JOÃO ALMEIDA - Tem sido uma experiência fantástica, muito por causa, de ser a primeira vez que esta modalidade se pratica na nossa cidade. É uma modalidade com muitos adeptos, que quando pretendiam praticar, teriam sempre que se deslocar aos nossos vizinho de Guimarães.


- Qual foi a adesão os pretensos atletas?

- A adesão para já foi melhor que o esperado. No primeiro treino tivemos cerca de 30 atletas, de varias idades. Naturalmente, que o nosso principal foco será para já os mais novos (5-12 anos), porque as bases começam-se de baixo.

A única preocupação para já que temos tido, é a adesão das atletas femininas. Ainda não temos muitas atletas, e o escalão de sub-8 para funcionar terá de ter 50% de atletas femininas.

 - Porquê a escolha no treinador Pedro Silva? Como o descobriram? Vai ser o único treinador?
- Quando começamos os trabalhos para a criação da modalidade, não tínhamos conhecimento algum da mesma, nem das pessoas envolvidas nela.  Por isso, tivemos que nos suportar na ajuda da Associação de Basquetebol de Braga, mais concretamente do presidente Fernando Monteiro.

Bastou ter uma primeira reunião com ele para as primeiras barreiras serem abertas, foi uma ajuda preciosa. E o nome e convite ao treinador Pedro Silva foi do próprio Fernando Monteiro com o nosso consentimento. E posso desde já dizer que foi uma escolha acertada.


 - Como é que o Clube aceitou esta nova modalidade?
- Na criação desta nova direção do FC Vizela, um dos principais objetivos do presidente Eduardo Guimarães seria a criação de novas modalidades no clube. Além de reforçar o apoio no atletismo foi com bom agrado que a modalidade entrou na estrutura do clube. Naturalmente, que será uma modalidade com uma estrutura de custos adicional ao FCV, por isso, teremos de procurar novos parceiros para nos apoiar a nível financeiro. A Câmara M. Vizela irá também nos apoiar, mediante o calculo de apoio a cada modalidade.


- Já definiram quantas equipas vai dispôr o FCV?
- Para já não temos nada definido, porque precisamos de saber qual será a afluência dos jovens Vizelenses à modalidade. Como disse acima, o principal foco será criar os escalões mais novos, sub-8 e sub-14. Se afluência for maior, teremos que aumentar a estrutura, e isso não será problema.

Alias seria uma alegria para a direção.

- Onde vão jogar?
- Para já iremos treinar no Pavilhão da Escola EB2-3+S do Agrupamento de Infias, que muitos nos têm ajudado no inicio desta modalidade. No futuro para jogar teremos mesmo que usar o Pavilhão Municipal tratando-se de um pavilhão com maiores dimensões e com bancada, coisa que no de Infias não tem.

- Que condições são necessárias criar?
- As condições que vamos precisar de imediato em ambos os pavilhões serão as marcações das linhas de jogo. Porque todos os nossos pavilhões em Vizela tem as marcações antigas do basquetebol e por isso para iniciar a pratica teremos que resturação as marcações. Iremos pedir uma reunião com a Vereadora de desporto, Dra Agostinha Freitas, para fazer passar esta nossa necessidade.

- Qual é o objetivo fulcral do FC Vizela dispôr desta modalidade?
- É criar e educar atletas. Não estamos aqui para ganhar troféus ou medalhas, se elas vierem, muito bem. Além disso queremos envolver os pais ao máximo, porque sem eles, o futuro da modalidade morre à nascença.

- Defende que o Futebol Cube de Vizela deve ser mais eclético, ter outras modalidades?
- Sim claro, e vai o ser enquanto formos direção. Para já queremos fortalecer as já existentes, Atletismo e basquetebol, quando estiverem bem estruturadas iremos partir para outras duas que temos em mente.

- Quais?
- Uma delas será o Voleibol Masculino e Feminino, e a outra que estamos a pensar será uma parceria com uma associação de Vizela, como ainda estamos numa fase embrionária, não posso comentar muito para já. Mas será um sucesso e uma alegria para os adeptos Vizelenses.

- Quem tem a colaborar consigo?
- A nossa equipa de trabalho está o Pedro Oliveira (presidente-adjunto), o Hugo Oliveira (diretor), Ricardo Fontão (presidente-adjunto); Pedro Silva (treinador) e Rui Ferreira (treinador).

- Acha que o basquetebol vai despertar o interesse dos vizelenses para os jogos?
- Sem duvida alguma. Muito por ser uma modalidade nova, como cada vez mais tem se visto um crescimento dos amantes da modalidade.

- Esta modalidade e outras já existentes podem puxar para a construção de um gimnodesportivo ao nível de Vizela?
- Se tudo correr como esperamos nestes próximos anos, e a aderência for alta, penso que se terá que colocar isso em cima da mesa. Pois um único pavilhão será escasso para a pratica de todas as modalidades. Só o futuro o dirá. ddV