VISITE VIZELA, Santuário de S. Bento das Peras; Balneários Termais; Parque; Rio; Montanha; Património; História...

CARLOS SANTOS É O NOVO CAMPEÃO DOS CLÁSSICOS 1300 H75

Carlos Santos é o novo Campeão do Campeonato Portugal de Clássicos 1300 H75, depois dum fim de semana em “cheio”, onde o Datsun verde conseguiu superar todas as dificuldades.Na sessão de treinos livres, Carlos Santos rodou pouco, pois segundo o piloto “ correu mal,pois tive problemas com o motor, que me impediram de rolar para além da chuva (só tinha pneus slicks), o que não veio ajudar em nada “.



Para a sessão de treinos cronometrados, a situação foi diferente como Carlos Santos nos explicou “ foi uma sessão com piso seco, os problemas com o motor não foram todos solucionados, mesmo assim consegui partir da 15ª posição na grelha de partida, que não foi mau tendo as condições com que me debati”.


Mas ânimo foi o que não faltou, e o piloto do Datsun 1200, partiu muito bem, determinado em chegar ao titulo, como nos descreveu o ambiente dentro do Datsun 1200 “ foi aquilo que eu chamo de full attack, os problemas de motor foram solucionados e foi sempre “prego a fundo”. Foi uma corrida de trás para a frente, porque tive de ultrapassar carros que não eram da minha classe e não houve facilidades! Mais, corri com pneus usados e nesta pista faz toda a diferença! Aos poucos fui-me aproximando do Luis Alegria, até que o consegui ultrapassar. Depois foi gerir a distancia, estando ele sempre ao alcance do meu retrovisor. Eu tinha de ficar à frente dele independentemente da posição. Mas o pleno foi conseguido, 2º dos 1300, 1º do Campeonato.”


Para a ultima corrida, que iria ser determinate na atribuição do titulo, Carlos Santos não se fez rogado “ para a 2ª corrida o Luis não ia facilitar. Tal como fiz na época toda, eu não tenho meios para comprar pneus novos e andei sempre com usados, foi o que aconteceu na 1ª corrida. Mas a oportunidade de vencer poderia acontecer nesse domingo e com ajuda dos meus familiares diretos e um grande amigo do meu pai e claro o meu pai, ofereceram-me 4 pneus novos. Com armas semelhantes, arranque bem na partida ficando à frente do Luis, mas tal como esperava não me fez a vida fácil, ele passou-me eu depois recuperei a posição e voltei a perdê-la. Foi uma corrida com paciência, procurando não desgastar muitos os pneus e não fazer qualquer tentativa desesperada para não estragar a corrida de ambos. Pressionei muito o Luis, até que ele fez um pião na curva da reta interior e a partir daí geri a corrida conforme quis, poupando o carro até ao fim. Estou muito feliz com esta conquista. Foi uma oportunidade única que não podia desperdiçar. Corro com meios muito limitados, contando todos os tostões, com ajuda dos meus amigos (Mendonça, Vitor Silva, Vitor Vitamina, José Luis, Taveira, Sérgio Rosas, Denis) que me apoiaram tecnicamente e aos meus patrocinadores (Auto Sueco Automóveis, CARM, ZUIR, WURTH, LMEJ Auto Peças). Este titulo é dedicado à minha família que infelizmente não puderam assistir a este momento e ao meu PAI que é a minha fonte de inspiração, motivação e ajuda em tudo o que preciso. Por último quero dedicar estas vitórias a um HOMEM pelo qual sinto uma falta incrível, ao meu Avô Carlos Alfredo Santos, um ser único e que tanta falta me faz e ao Automobilismo Nacional…”


Foi com muito sacrifício arranquei da oitava linha da grelha, e depois tive logo uma espectacular luta com o Luis Alegria, mas a poucas voltas do fim, ele faz um pião. Assim ainda me concentrei mais, e fui-me embora, tendo baixado um pouco o meu ritmo, para poupar o carro, e acabei por cortar a linha de chegada em 1º lugar e o titulo de Campeão foi de minha pertença”.


CLASSIFICAÇÃO FINAL -1300

1ª Corrida


1º CARLOS SANTOS – DATSUN 1200

2º Luis Alegria – Datsun 1200

3º Carlos Cruz – Datsun 1200


2ª Corrida

1º CARLOS SANTOS – DATSUN 1200

2º Luis Alegria – Datsun 1200

3º Victor Araujo – Datsun 1200


-------------------------------------------
JBVA ASSESSORIA