VISITE VIZELA, Santuário de S. Bento das Peras; Balneários Termais; Parque; Rio; Montanha; Património; História...

José Cid canta hoje 16 temas acompanhado pela Filarmónica Vizelense.

Espetáculo com entrada livre junto à Ponte da Cascalheira.


O maestro da banda da Sociedade Filarmónica Vizelense acredita que todos irão gostar do concerto.

"O José Cid é um caso raro na música portuguesa. Todas as pessoas conhecem todas as suas canções. É raro encontrar um artista cujo reportório seja conhecido do público em geram porquanto todas as suas canções são grandes sucessos" - refere
José Manuel Marques.

José Cid recebeu em sua casa o maestro para uma primeira abordagem sobre o concerto e que ficou encantado com a amabilidade, juventude e inteligência do cantor.

"É um fora de série. Vai-nos dar grande prazer acompanhá-lo. Será um grande concerto" - refere o líder da Banda vizelense que a 24 de Abril acompanhou, também em Vizela num estilo semelhante, Paulo de Carvalho. Perguntando que diferença no acompanhamento de um e outro cantor, José Marques destaca que os arranjos musicais de Paulo de Carvalho foram compostos por um músico próprio que veio com o artista enquanto os arranjos para o concerto de hoje foram produzidos pelo músico vizelense JOSÉ MANUEL RAMOS por autorização de José Cid.

O maestro vizelense diz-se há muito um apaixonado pelas canções de José Cid, salientando as canções "20 Anos" e "No Dia Em Que o Rei Fez Anos" entre outras, incluindo há vários anos nos concertos da banda e orquestra temas desse cantor e compositor.

Pergunta-se a José Manuel Marques se este sistema de colocar a banda Filarmónica Vizelense a acompanhar grandes artistas nacionais veio para ficar e o maestro tem uma resposta surpreendente: "Veio sim para ficar. Depois de termos acompanhado o Paulo de Carvalho recebemos convites de fora de Vizela para fazermos acompanhamento de outros artistas e é por aqui que pretendemos seguir.

Naturalmente vamos continuar a manter as tradições de tocar nas procissões, nas festas e romarias, mas aos poucos queremos evitar os concertos em pequenos coretos das aldeias onde tocamos ao lado de carrinhos de choque a fazer barulho d praticamente sem ninguém a ouvir-nos tocar.
Acrescento que já há outras bandas Filarmónicas para além da nossa a acompanhar artistas da música ligeira o que é bom para as duas partes que ficam engrandecidas.

SEDARF E ALEZIV
Antes de José Cid atuam os grupos vizelenses Sedar e Aleziv no palco instalado no Parque das Termas.

O concerto está marcado para as 17 horas e o maestro afiança que pela sua Banda não há atraso