VIZELA CIDADE NATAL 2018. APAREÇA.

Comunicado do PS sobre sintético do S. Paio

COMUNICADO - POR UM PROJETO COM FUTURO PARA O S. PAIO SPORT CLUBE - A

Associação Desportiva S. Paio Sport Clube, fundada em 1 de junho de 1976, concorre nos quadros competitivos da Associação de Futebol de Braga e tem tido sempre boas participações, especialmente nas últimas épocas.



Uma longa história de futebol federado, a par do F.C. Vizela e do C.C.D. de Santa Eulália, que honra os sampaienses e todo o concelho de Vizela.
Militando na Divisão de Honra Distrital da A.F. Braga, alcançou o 3º lugar na
classificação final na época 2016/2017, faltando apenas um lugar para conseguir a
subida de divisão ao Campeonato Distrital da Pró-Nacional (subiram os 2 primeiros
classificados). Um objetivo legítimo pelo qual o S. Paio Sport Clube luta todas as épocas
e que, infelizmente, por muito pouco ainda não conseguiu.

Considerando que:

1- a A.F. Braga, através do seu regulamento de provas oficiais, refere que todos os jogos da Divisão Distrital da Pró-Nacional têm que ser realizados obrigatoriamente em campos relvados naturais ou sintéticos, com medidas mínimas do terreno de jogo de 100x60 metros;

2- o Campo da Covinha do S. Paio Sport Clube tem as medidas de 100x52 metros, o que apenas lhe permite competir na atual divisão (Divisão de Honra Distrital) ou na divisão inferior (I Divisão Distrital);

3- está criado o estigma de que quando acontecer a alegria de uma subida à Divisão Distrital da Pró-Nacional da A.F. Braga, o clube não vai poder utilizar o seu campo;

O Partido Socialista entende a Câmara Municipal de Vizela deveria ter salvaguardado as obras de alargamento do terreno de jogo e só posteriormente o seu arrelvamento.

O investimento de instalação de um relvado sintético com as medidas atuais não
salvaguardou o desenvolvimento competitivo do S. Paio Sport Clube, hipotecando desta
forma o futuro da Associação, motivo pelo qual os vereadores do PS se abstiveram na
votação do subsídio de 252 mil euros para colocação daquele relvado sintético.

Vizela, 28 de novembro de 2018
Partido Socialista, Concelhia de Vizela