VIZELA CIDADE NATAL 2018. APAREÇA.

Os nomes da Praça e do Jardim de Vizela e o que vai mudar

A Praça da República,  que hoje conhece por apresentação pública um novo figurino, já ostentou o nome de João Franco Castelo Branco, presidente do Conselho de Ministros de Reino de Portugal entre 1906 e 1908.
O jardim já conheceu três nomes.

 O QUE VAI MUDAR NO CENTRO?
Hoje à noite é apresentado no salão da Casa do Povo o projecto que vai alterar a estrutura do jardim e Praça de Vizela.
Ao que é conhecido das intenções municipais, o trânsito irá sofrer alterações (ficando apenas para cargas e descargas o troço entre a rua da Rainha e os Correios), o jardim ficará unido à Praça da República, a estátua Vizela Romana passará para a Praça e a Bica Quente vai subir ao nível da Avenida Abade de Tagilde. Nesta avenida, junto à Casa Azul, vai nascer um corte de estrada que vai ligar esta artéria à rua do Fórum que brevemente será denominada rua Manuel Campelos.

De novo será também a escadaria que vai dar acesso direto ao jardim desde a rua Dr. Abílio Torres. Estas escadas vão ser implantadas no espaço onde antigamente era colocada a tribuna para se assistir à passagem do cortejo. Entrarão pelo jardim no espaço onde está o monumento dos Combatentes.
Na Praça será também privilegiada a história, nomeadamente os balneários romanos que se encontram soterrados junto ao Quiosque das Chaves.
A Câmara pretende também construir uma bar de raiz onde está hoje o Bar 17 próximo dos CTT.
Logo à noite na Casa do Povo, Victor Hugo Salgado e os técnicos explicarão ao pormenor o que pretende a Autarquia para a Praça e Jardim.
 O atual figurino da Praça da República foi implantado há cerca de 25 anos pela Câmara de Guimarães, era presidente António Magalhães. A autarquia vimaranense quis também que a história de Vizela ficasse referenciada tendo erguido um memorial ao Deus Bormánico (das águas quentes) e um anfiteatro em referência aos anfiteatros romanos.


NOMES DA PRAÇA

- LAMEIRA + FEIRA DOS PORCOS
- LARGO JOÃO FRANCO CASTELLO BRANCO
- PRAÇA DA REPÚBLICA

NOMES DO JARDIM

- JARDIM MARIA DO RESGATE SALAZAR (mãe de António Salazar)
- JARDIM HUMBERTO DELGADO
- JARDIM MANUEL FARIA

Manuel João Freitas Ribeiro de Faria
Manuel João de Freitas Ribeiro de Faria, vizelense  emérito, vereador de Vizela na Câmara Municipal de Guimarães foi principal  obreiro  desta “sala de visitas” da cidade que é o jardim que ostenta hoje o seu nome. O terreno foi oferecido por si. Neste local existe um coreto com painéis de azulejo, do ano de 2006. Pode ver-se um monumento representativo da Confraria do Pão de Ló Tradicional, inaugurado no ano de 2010. Mesmo ao lado um monumento erigido aos ex-combatentes no Ultramar, inaugurado ano de 2013. Poderá ser observada uma lápide em homenagem a Camilo Castelo Branco, colocada aquando a comemoração do centenário da sua morte em 1990 e ainda uma alegoria que simboliza a origem romana das Termas de Vizela , “Vizela Romana”, da qual foi o autor o pintor  vizelense  José  Pereira  da  Costa, reproduzida  em  estátua  pelo escultor portuense João Barata Feyo.


HUMBERTO DELGADO

Humberto da Silva Delgado (nasceu em Torres Novas a 15 de Maio de 1906 e morreu em Los Almerines, Olivença, 13 de Fevereiro de 1965) foi um militar português da Força Aérea que corporizou o principal movimento de tentativa de derrube do regime salazarista através de eleições, tendo contudo sido derrotado nas urnas, num processo eleitoral fraudulento que deu a vitória ao candidato do regime vigente, Américo Tomás. Ficou popularmente conhecido como o General sem Medo. Foi assassinado pela PIDE em 1965.


JOÃO FRANCO
Presidente do Conselho
de Ministros de Reino de Portugal
Período 19 de maio de 1906 até 4 de fevereiro de 1908
Antecessor Ernesto Hintze Ribeiro
Sucessor Francisco Ferreira do Amaral

João Ferreira Franco Pinto Castelo Branco (Alcaide, Fundão, 14 de fevereiro de 1855 — Lisboa, 4 de abril de 1929) foi um dos políticos dominantes da fase final da monarquia constitucional portuguesa.

Natural de Alcaide, Fundão, era formado em direito pela Universidade de Coimbra. Ocupou vários cargos na magistratura judicial (delegado do procurador régio), nas alfândegas e no Tribunal Fiscal e Aduaneiro. Eleito deputado às Cortes em 1884 (pelo círculo eleitoral de Guimarães), rapidamente subiu na vida política ocupando vários postos ministeriais e a presidência do conselho de ministros. Entrando em dissidência com Hintze Ribeiro, abandonou o Partido Regenerador e formou o Partido Regenerador Liberal.

Foi o autor, enquanto Ministro e Secretário de Estado dos Negócios do Reino no gabinete regenerador "Hintze-Franco", do Decreto de 2 de Março de 1895 que concede autonomia administrativa aos ex-distritos dos Açores.


Maria do Resgate Salazar

Nasceu em Santa Comba Dão em 1845

Faleceu em Vimieiro em 1926 

Até ao 25 de Abril de 1974 o jardim de Vizela ostentou o nome da mãe do estadista ditador António Oliveira Salazar. Por Vizela conta-se que estando o jardim abandonado pela Câmara de Guimarães alguém denunciou o caso a Salazar «Veja sr. Presidente com está o jardim que ostenta o nome de sua Santa Mãezinha» e daí para a frente o jardim passou a ter dois zeladores a tempo inteiro um deles fardado a rigor.