18 DE JUNHO AS DATAS DA HISTÓRIA

.



1899 - Realiza-se a primeira Corrida de Toiros em Vizela na Praça do Maia, construída para o efeito, na Cruz Caída em S. João das Caldas. A sua capacidade era de entre dois a três mil lugares, dispondo inclusive de camarotes. Um ano depois a praça foi demolida.



Igreja de S. Paio de Vizela
1967 - O jornal Notícias de Guimarães noticia a procissão em honra de S. João em S. João das Caldas, condena a lixeira que existia junto às Termas e fala da exibição do filme Música no Coração, no Cine Parque.

1998 - Assembleia da República aprova na especialidade e, em votação final global, o texto sobre a criação do Concelho de Vizela com as suas sete freguesias. A 19 de Março o concelho foi votado na generalidade na AR com nove freguesias.
PS, CDS, PCP apresentam e fazem aprovar na Assembleia da República uma alteração à Lei 142/85 Lei Quadro de Criação de Municípios baixando de 30 para 24 km quadrados a área mínima exigida devido à desintegração das freguesias de Regilde e Santo Estevão. Com base nesta alteração, a Assembleia da República procede à votação final e global dos projetos de criação do Município de Vizela que passa a ser constituído pelas freguesias de São João das Caldas de Vizela, São Miguel das Caldas de Vizela, Santa Maria de Infias, Divino Salvador de Tagilde, São Paio de Vizela, Santo Adrião de Vizela e Santa Eulália de Barrosas.

* O MRCV lança um comunicado que pode ler ao fundo da página.
 

1999 - Inauguração da remodelação-ampliação da Igreja de S. Paio de Vizela com a presença do arcebispo de Braga, D. Eurico Dias Nogueira. O P. Mário Rui era o pároco à altura da inauguração. Da pequenina igreja de raízes românicas (pode-se hoje ver o seu frontal embuti na nova estrutura), foi o templo ampliado por via de uma arquitectura inovadora e arrojada.

2007 - Depois de ter treinado os iniciados, juvenis e júniores do Grupo Desportivo da Fundação Jorge Antunes, o treinador vizelense Rui Guimarães assina contrato com o FC Cosmos Genéve (Suíça).

2010 - É inaugurada a nova Sede do PS em Vizela. A cerimónia foi presidida pela mais importante personalidade do Partido Socialista Nacional, o seu Presidente, Dr. António de Almeida Santos. A nova Sede da Concelhia de Vizela do PS localiza-se no coração da cidade de Vizela, a Praça da República, n,º 36.

NASCEU NESTA DATA

- Júlio Costa, deputado Municipal de Vizela.
- Alfredo Ribeiro, presidente da AIREV e da Confraria de S. Bento das Peras (faleceu em 2017).

FALECEU NESTA DATA
2009 - António Felizardo Alves Machado
2009 - José Francisco da Costa (S. Adrião)
Nacional e Internacional


---
* COMUNICADO DO MRCV DE 18 DE JUNHO DE 1998


1- Em votação final a global a Assembleia da República ratificou hoje a deliberação de 19 de
Março passado que criou o Município de Vizela. A secular luta dos Vizelenses teve, finalmente, o seu epílogo.  Manifestamos a nossa gratidão a todos quantos contribuíram para o triunfo da reivindicação autonómica, a mais antiga do pais, com um historial cheio de Singularidades que conferiram direito ao tratamento de excepção, uma vez não terem sido cumpridas as garantias de resolução dadas por dois órgão de soberania, circunstância que é importante nesta hora recordar: A da Assembleia da Republica, de 12 de Maio de 1982, em que, por proposta do PSD, o plenário se comprometeu a resolver, definitivamente, a questão de Vizela num prazo de 60 dias; e a do Governo do chamado bloco central, cujo Ministro da Administração Interna veio a Vizela, em 15 de Agosto de 1983 garantir, em plena praça pública, que o Parlamento, em Outubro seguinte, sob proposta do Governo, criaria o Município de Vizela.

2 - O acto de justiça ora praticado fica, essencialmente, a dever-se às promessas de António Guterres, que o Partido Socialista corporalizou; ao Partido Popular, especialmente a Manuel Monteiro; e ao Partido Comunista, apoiante fiel desde que a petição chegou ao Parlamento.

3 - Como o MRCV sempre afirmou, a luta dos vizelenses nunca foi contra ninguém mas só e apenas por melhores condições de Vida para todo o Vale do Vizela, só possíveis de conseguir através da integração, em concelho próprio, das freguesias da comunidade vizelense até agora submetidas a diferentes administrações municipais.

4 - A contestação que agora foi levantada pelos municípios de origem ultrapassou os limites do razoável, susceptível de deixar sequelas a colocar em perigo o necessário clima de boa vizinhança e de cooperação que este Movimento sempre advogou e que hoje renova sem ressentimentos por considerar que tal sentimento constitui exortação própria da hora jubilosa que a região de Vizela felizmente está a viver.

5 - Regilde e Santo Estevão, por razões diferentes e sobejamente conhecidas tiveram de ficar de fora do projeto inicialmente aprovado, alteração que profundamente lamentamos. Não serão por nós esquecidas pois, bem como outras, são freguesias irmãs da comunidade vizelense onde têm o seu lugar próprio.
Continuaremos a lutar pela sua inclusão no concelho de Vizela onde tem o seu lugar próprio. Com este objetivo o MRCV continuará atuante. Será mantida a mesma sigla mas, restaurada que foi a liberdade Municipal, passará a designar-se por Movimento para a Renovação do Concelho de Vizela. Podem continuar a contar connosco. Por Vizela sempre.


Vizela, 18 de Junho de 1998
Movimento Para a Restauração do Concelho de Vizela

Partilhar