Concerto de Missa Brevis com Luís Represas em Guimarães

Projeto original de João Gil apresentado no Centro Cultural Vila Flor, com Luís Represas e Manuel Rebelo.

Entre os dias 21 e 24 de fevereiro, Guimarães debate o tema “A Morte” em congresso internacional que reúne mais de 100 comunicações, 11 áreas temáticas, representantes de 5 nacionalidades e 4 momentos culturais.
O programa dirigido aos congressistas será também aberto ao público em geral no âmbito das noites culturais, com eventos programados para o Centro Cultural Vila Flor, às 21h30, nos dias 21, 22 e 23.

No primeiro dia, quinta-feira, será apresentado o filme WIT – considerado uma lição de vida – em colaboração com o Cineclube de Guimarães e com debate orientado por Paulo Miguel Martins, doutorado pelo ISCTE em História da Cultura e das Mentalidades Contemporâneas, com uma tese intitulada ‘O Cinema em Portugal e os Documentários Industriais’. Tem vários romances publicados e dois livros com críticas cinematográficas publicadas na imprensa.

Na sexta-feira, o Centro Cultural Vila Flor receberá João Gil, Luís Represas e Manuel Rebelo, para o concerto "Missa brevis". Trata-se de um projeto original de João Gil, que resulta numa intervenção musical de forte elevação espiritual.
No sábado, será possível assistir à gravação do programa “E Deus Criou o Mundo”, para a rádio Antena 1, com representantes das três religiões monoteístas: Isaac Assor, Khalid Jamal e Pedro Gil.
Para assistir a estes momentos culturais está disponível um bilhete único a 10 Euros, com acesso aos espetáculos nos três dias. Os bilhetes estão disponíveis em https://oficina.bol.pt/.
O I Congresso Internacional “A Morte: Leituras da Humana Condição”, organizado pelo Instituto de Estudos Avançados em Catolicismo & Globalização (IEAC-GO), em parceria com a Câmara Municipal de Guimarães, tem como objetivo reunir as diversas ciências e as organizações que trabalham de perto com esta realidade e afins, para abordarem a temática com rigor científico. Serão três dias de debate com destaque para várias intervenções, no Centro Cultural Vila Flor, de 21 a 24 de fevereiro.

Partilhar