Moreirense deu pontapé de saída


Terminados os exames médicos, o Moreirense teve esta manhã o primeiro treino sob orientação do novo treinador Vítor Campelos, de 44 anos. Júnior Malik transferido do Vizela para o Moreirense. Ao meio dia o Moreirense almoçou em Vizela, no seu habitual hotel, o Bienestar.


O plantel é constituído, provisoriamente, por 25 jogadores. Com Djavan e Rosic presentes, a novidade do dia foi a inclusão do jovem avançado Malik Abubakari. O ganês, de 19 anos, foi contratado ao Vizela, depois de ter marcado 22 golos nos juniores.

O sucessor de Ivo Vieira tem um sexto lugar para «defender» e disse estar preparado para esse nível de exigência, mas tem o seu projeto.


«Os objetivos para esta época passam por jogar bem. Se jogarmos bem, vamos estar mais perto de ganhar e de dar continuidade à afirmação do Moreirense na Liga. Será esse o objetivo principal. Depois, tudo o que vier acima vai ser bom», disse.

Campelos, que já se estreou na Liga (fevereiro de 2018, como interino do Vitória Guimarães e uma derrota por 2-3 com o Marítimo) está agora satisfeito por pegar numa equipa desde o início. «Tenho a certeza de que vamos ter um bom grupo. O Moreirense tem enraizada a ideia de família no grupo. Vamos tentar colocar a nossa identidade e a nossa ideia de jogo», acrescentou.



Este primeiro treino contou com 25 jogadores, sete deles reforços - Mateus Pasinato, Sori Mané, Fábio Abreu, Malik, Gustavo, Luís Machado, Rosic e Djavan -, mas sem o central Halliche, ao serviço da Argélia na Taça das Nações Africanas (CAN), mas pode haver mais entradas.


«Um plantel como o do Moreirense está sempre aberto a que cheguem bons jogadores. Todos os setores vão receber mais jogadores», adiantou Vítor Campelos.


Partilhar