Cidália Faria nona na lista de candidatos a deputados do PSD

Vizelense é vice presidente do PSD de Vizela e membro da assembleia de freguesia de S. João/S. Miguel das Caldas. É ainda presidente da Liga dos Amigos das Termas de Vizela.


O PSD aprovou, esta terça-feira, em Guimarães, as listas de deputados para as próximas eleições legislativas de 06 de outubro.
Pelo Círculo Eleitoral de Braga, André Coelho Lima encabeça a lista social-democrata e o deputado Emídio Guerreiro surge na sétima posição, tal como aconteceu nas eleições de 2015. Dois lugares depois surge a vizelense Cidália Faria.

No distritos de Braga os nomes apresentados foram os seguintes:


EFETIVOS
1. André Coelho Lima
2. Firmino Marques
3. Maria Clara Gonçalves Marques Mendes
4. Carlos Reis
5. Jorge Paulo da Silva Oliveira
6. Maria Gabriela Rodrigues Baptista
7. Emídio Guerreiro
8. Rui Silva
9. Cidália Adelaide Faria (VIZELA)
10. Joel Miranda Fernandes de Sá
11. Firmino Vila Verde Costa
12. Cidália Clara Mária Alves de Abreu
13. José Manuel Teixeira de Sousa
14. Maria Cristina Palhares Crispiniano Vieira Sousa Ferreira
15. Laura Patrícia de Sousa Monteiro Magalhães
16. José Carlos Rocha Dias
17. Paula Cristina Azevedo Santos
18. Ana Margarida da Costa Teixeira
19. João Alberto Granja dos Santos Silva

SUPLENTES
1. Otília Arminda Oliveira de Castro
2. Martinha do Rosário Oliveira Couto Soares
3. Luís Filipe Lopes Carvalho
4. Luís Carlos Lopes Carvalho
5. Elisa Lameira Antunes


Cidália Faria marca assim a melhor posição de sempre de um vizelense na lista distrital do PSD à Assembleia da República.
Dora Gaspar, outra vizelense, concorre pela lista do PS na 14ª posição.

Numa reunião do órgão máximo do partido que terminou de madrugada (cerca das 3h00), o Conselho Nacional do PSD aprovou com 80 votos a favor, 18 contra e dez abstenções as listas de candidatos deputados à Assembleia da República.

Na reunião do órgão máximo do PSD, que começou cerca das 22h, em Guimarães, 74% dos conselheiros votaram favoravelmente, de braço no ar, numa votação feita globalmente das listas para os 22 círculos eleitorais.

Em 2015, sob o mandato de Pedro Passos Coelho, as referidas listas foram aprovadas por unanimidade.

Nas listas aprovadas esta madrugada dos 89 deputados eleitos pelo PSD em 2015, 49 estão fora das listas para as legislativas, o que corresponde a 55% do total.

O nome retirado das listas que mais polémica gerou foi o do ex-líder parlamentar Hugo Soares, o "único nome vetado" pela direção nacional, decisão confirmada pelo secretário-geral do partido, José Silvano, antes do início do Conselho Nacional.

Neste Conselho Nacional, o Presidente do PSD, Rui Rio, garantiu a aprovação das linhas gerais do programa eleitoral, com a apresentação de cinco reformas, entre elas,estão mudanças ao sistema eleitoral.

Partilhar