COVID 19 atualização

(Às 12 horas )
Portugal tem 100 mortes e 5170 casos confirmados

A covid-19 fez, até este sábado, 100 mortes em Portugal (mais 24 do que na sexta-feira). Existem, até à data, 5170 casos confirmados de infecção com o novo coronavírus. Estas informações estão presentes no boletim epidemiológico da Direcção-Geral da Saúde (DGS) que acaba de ser divulgado.

Em relação a quinta e sexta-feira, mantém-se o número de pessoas que recuperaram: são 43.


9h00
Nas últimas 24 horas, morreram 832 pessoas em Espanha, vítimas de Covid-19, de acordo com o El País. Número de vítimas mortais é de 5.690. Há mais de 72 mil infetados.
Vizelenses infetados serão atendidos na Amorosa

Espanha ultrapassou, este sábado, os cinco mil mortos por Covid-19, depois de, nas últimas 24 horas, terem morrido mais 832 pessoas.

De acordo com o último balanço das autoridades de saúde, o país contabiliza, agora, 72.248 infetados. De referir que há 40.630 hospitalizados, 4.575 deles nos cuidados intensivos.

Até ao momento, 12.285 pessoas foram consideradas curadas.

VIZELENSES SÃO ATENDIDOS NA AMOROSA
Todos os casos suspeitos de infecção com o novo coronavírus, nos concelhos de Guimarães e Vizela, passam a ser atendidos no Centro de Saúde da Amorosa, onde começa este sábado a funcionar uma Área Dedicada à Comunidade para avaliação e tratamento de doentes COVID-19.
O Director do Agrupamento de Centros de Saúde do Alto Ave explicou que os serviços foram concentrados, de forma a permitir o atendimento "de doentes com sintomas respiratórios ou doentes suspeitos de terem a covid-19". "Os profissionais terão capacidade para que se o doente não tiver critérios será encaminhado para casa, se for necessário é requisitado o teste ou se a avaliação exigir outra orientação seguirá para a urgência do Hospital", afirmou José Novais de Carvalho.
A Área Dedicada à Comunidade vai funcionar de segunda-feira a domingo, entre as 8h00 e as 20h00, ficando exclusivamente o serviço destinado aos casos de utentes suspeitos de terem sido contagiados com o novo coronavírus.As restantes unidades de saúde mantém-se em funcionamento, apesar de estarem a prestar serviços mínimos.
O Director do ACES indica que, desta forma, será possível aliviar os serviços de urgência do Hospital e proteger os doentes e profissionais de saúde. "Temos duas vias nos nossos serviços de saúde: a dos doentes não suspeitos, que não têm doenças respiratórias mas que precisam de ser atendidos por outras questões; e a dos doentes suspeitos que têm dificuldades respiratórias e precisam de avaliação", explicou o responsável, insistindo "perante a suspeita têm de dirigir-se à Área Dedicada à Comunidade".
Ainda no Centro de Saúde da Amorosa, aos sábados, domingos e feriados, entre as 9h00 e as 13h00, estarão disponíveis serviços para assistência aos utentes que têm outro tipo de problemas de saúde, sendo as entradas e os espaços distintos.
No âmbito desta reorganização, nos cuidados personalizados à população passam a existir apenas dois tipos de unidades: As Áreas Dedicadas à Covid19 (ADC) que atendem exclusivamente utentes com queixas respiratórias ou febre e ainda as Áreas Não Dedicadas à Covid19 (NÃO ADC), que respondem por todos os serviços mínimos, onde se inclui também a recepção de altas hospitalares, excepto as doenças respiratórias agudas ou agudizadas ou febre".

Partilhar