Alojamento para sem-abrigo em Guimarães já está em funcionamento

Espaço de alojamento para sem-abrigo em Guimarães já está em funcionamento
Resposta para cidadãos sem retaguarda familiar, numa articulação entre a Câmara Municipal, Cruz Vermelha e CERCIGUI.



Estão criadas as condições necessárias para o alojamento aos sem-abrigo no concelho de Guimarães e já com algumas pessoas referenciadas. Assim, está a ser dada uma resposta de âmbito social com a criação de alojamento no edifício da CERCIGUI, onde foram transformados alguns espaços para a disponibilidade de dormitório, efetuar refeições, espaço de lazer e ainda a higiene pessoal (balneários masculino e feminino).

O funcionamento deste espaço será articulado com técnicos da Ação Social e Proteção Civil do Município de Guimarães e o apoio da Cruz Vermelha de Guimarães na área do voluntariado, englobando ainda a Sol do Ave através do projeto IN-RUAS.

O Presidente da Câmara de Guimarães destaca a estreita cooperação com as instituições do concelho no desenvolvimento das várias ações e iniciativas no combate à propagação da COVID-19. “Todos contam e ninguém fica de fora. Estamos a desenvolver um trabalho rigoroso e extenso, sobretudo na área social, a fim de garantirmos múltiplas respostas para as situações de crise que temos de encontrar solução”, referiu Domingos Bragança. O Presidente da autarquia sublinha que nesta resposta social para os sem-abrigo “surge apenas numa última linha no sentido de garantir a retaguarda necessária a cidadãos que não têm onde ficar e queremos evitar que estejam na rua”.

Nos casos referenciados, todas as pessoas efetuam o rastreio da COVID-19, depois de devidamente sinalizados, com o apoio de técnicos da ação social e delegados de saúde.

Esta é mais uma medida implementada em Guimarães no conjunto de outras que se destinam à prevenção do contágio social e também o apoio aos idosos. Neste âmbito destaca-se a criação de uma Rede de Apoio aos Idosos e Pessoas mais Vulneráveis, Apoio de Psicólogos, Rede de Voluntários e está a ser ultimado o espaço de alojamento com as condições exigidas para o isolamento social, a denominada quarentena. Este espaço será utilizado pelos cidadãos que não têm possibilidade de o fazer em condições apropriadas nas suas habitações ou por aqueles que, por motivos económicos, vivem em condições de carência.

Partilhar