Vizela tem cinco infetados. Presidente da Câmara antevê semana muito difícil


Vizela conta com cinco casos do novo coronavíruos covid 19 segundo o relatório da Direção Geral de Saúde publicado hoje.  O gráfico da evolução desta doença no concelho vizelense não é muito fácil de fazer porquanto só há pouco tempo é que a DGS separou os casos por cada concelho, quando até os números de Vizela  saíam integrados na coluna do ACES-Guimarães.
Do que foi possível apurar até aqui, Vizela teve um primeiro caso de uma jovem, depois surgiram mais dois de duas pessoas adultas e neste último balanço a DGS revela cinco. Poder-se-á deduzir que aos poucos o número tem vindo a aumentar.
Nos concelhos vizinhos de Vizela: Guimarães (70 casos), Santo Tirso (42); Lousada (42), Felgueiras (37), Braga (208), Penafiel (21), Póvoa de Lanhoso (12),  Amarante (5), Fafe (5)...

Isso mesmo tem acontecido no resto do país já que  o número de casos de Covid-19 em Portugal subiu, este domingo, de 5.170 para 5.962, num aumento de 792 infetados. Há 119 vítimas mortais. Mais 49 pessoas nos cuidados intensivos nas últimas 24 horas.

VICTOR HUGO SALGADO ESPERA SEMANA DURA

Em mensagem o Presidente da Câmara Municipal de Vizela esplica porque a partir de amanhã tudo poderá complicar-se ainda mais:

"Amanhã tem início uma das semanas mais difíceis desta pandemia que resumo em seis factos:

1. Parte significativa dos pais que, até aqui, estavam em casa a apoiar os seus filhos, com idade até aos 12 anos vão regressar ao trabalho, ficando os filhos com os avós;

2. Os comerciantes que se encontram em casa e com o seus estabelecimentos encerrados, deparam-se com o início de mais um mês, com despesas para pagar e sem receitas para os seus compromissos;

3. O nosso País já se encontra em fase de mitigação, isto é, as medidas de contenção já não são suficientes para diminuir a propagação do vírus e este já não se encontra circunscrito territorialmente.

4. O regresso de muitos emigrantes ao País natal, sem vontade perceptível de fazer quarentena e com a forte possibilidade de trazer do estrangeiro novos surtos deste vírus;

5. Os empresários, a cada semana que passa, vêem reduzidas suas encomendas ou então quando estas existem, vê6em reduzidos o número de funcionários;

6. As pessoas que se encontram em casa começam naturalmente a ficar saturadas e exaustas do isolamento;

Por tudo isto, e sempre convicto que, depois desta pandemia, o Mundo, Portugal, Vizela e nós próprios jamais seremos iguais, volto a apelar ao sentido cívico de cada um.
É tempo de nos unirmos, com responsabilidade, para vencermos este enorme desafio civilizacional e devolvermos a todos nós a nossa Vizela em liberdade.
Fique em casa! Por si! Por nós! Por Vizela!
Fique em casa, por favor!"

Partilhar