Câmara prepara reabertura de empresas do Concelho e entrega 60 mil máscaras


Decorrente da intenção do Governo avançar com um programa de ‘desconfinamento’ progressivo ainda no decorrer do mês de abril e face ao aumento progressivo do número de pessoas a circular nas ruas no concelho de Vizela, a Câmara Municipal de Vizela diz que se vê forçada a preparar esta reabertura, implementando um conjunto de medidas e criando condições para esbater a propagação do surto associada a esta nova realidade.

Assim, ao longo dos últimos dias a Autarquia esteve a preparar o reforço de medidas de apoio direto à população tendo em vista uma reabertura gradual e faseada do confinamento que deverá ser  prudente e progressiva e assuma de tudo dentro dos possíveis protegida.

Assim, e para além de outras medidas, a Câmara Municipal de Vizela vai implementar três medidas imediatas:

Distribuição de 60 mil máscaras pela população;
Repetição de testes a todas as IPSS do Concelho, para monitorização dos riscos agravados;
Concertação com todas as entidades e empresas do Concelho a preparação da reabertura gradual do confinamento.

"Tendo em consideração que o Governo afirmou que não vai distribuir máscaras à população em geral, a CMV vai distribuir máscaras pela população, num kit composto por quatro máscaras e um folheto de como as utilizar corretamente, que será distribuído por todas as habitações do Concelho, num total de 60 mil máscaras por todo o Concelho, às quais acresce 40 mil máscaras entregues às IPSS do Concelho, de onde cumpre destacar a Santa Casa da Misericórdia de Vizela, o Centro Social e Paroquial de Santa Eulália, o Centro Social e Paroquial de S. Miguel e a AIREV, e ainda às Unidades de Saúde Familiar do Centro de Saúde de Vizela, aos Bombeiros Voluntários de Vizela, à GNR, aos Hospitais de Guimarães e Felgueiras e ao ACES do Alto Ave.

A Autarquia de Vizela, depois de ser uma das primeiras câmaras do País a fazer teste às IPSS, vai iniciar também a realização uma segunda ronda de testes às IPSS’s, tendo em vista a monitorização de todos os lares dos Concelho.

Por último, e sendo esta uma das fases mais difíceis da mitigação, com o fim do confinamento, a Câmara Municipal está a realizar esta semana um conjunto de reuniões para preparar a futura reativação gradual de serviços, empresas e estabelecimentos.

Assim, o Executivo Municipal reuniu já com os Presidentes de Junta, e com o gabinete de crise que integra representantes da Autarquia, das Unidades de Saúde Familiar do Concelho, da Guarda Nacional Republicana, dos Bombeiros Voluntários de Vizela, das IPSS’S do Concelho e da Delegação de Saúde do ACES do Alto Ave.

A Câmara reuniu também com a ACIV - Associação Comercial e Industrial de Vizela, e na próxima semana irá reunir com todas as empresas do Concelho, no sentido de efetuar um ponto de situação atual, face às dificuldades decorrentes do surto epidémico do coronavírus, assim como discutir novas medidas de retoma económica.

Porque a Câmara Municipal gostaria que estas reuniões fossem o mais abrangentes possível, a Autarquia apela a todos os empresários que queiram participar nesta reunião, que terá lugar por videoconferência, que remetam o seu contacto de email para apoio.empresas.covid19@cm-vizela.pt, a fim de serem depois contactadas para participar na referida reunião.

A implementação destas novas medidas resulta num reforço das já implementadas pela Autarquia, com o objetivo de reduzir o impacto provocado pela pandemia no Concelho, minimizando a propagação do vírus e assegurando as boas condições de funcionamento das instituições.

Contudo, e apesar da possibilidade de futura reativação gradual, a Câmara Municipal relembra que o Estado de Emergência Nacional continua em vigor, pelo que apela à população vizelense para respeitar as recomendações das autoridades devendo, sempre que possível, evitar deslocações para fora do domicílio, preservando o recolhimento domiciliário, tendo sempre em atenção que, com a reabertura fica em aberto a possibilidade de novas réplicas e, em particular, de uma segunda vaga ainda mais intensa que a primeira, tendo em consideração que fomos um dos países da Europa a fechar mais cedo.

Por último, importa acrescentar que o uso da máscara durante a pandemia de coronavírus é importante, mas requer vários cuidados a ter antes, durante e após a sua colocação, para garantir que esta oferece a melhor proteção possível, não dispensando, contudo, três outros cuidados fundamentais:

- etiqueta respiratória;

- evitar contactos sociais;

- desinfetar sempre bem as mãos.


Partilhar