Mais 23 mortes e 603 novos casos de Covid-19 em Portugal

Há 785 mortes por Covid-19 em Portugal, são mais 23 do que na terça-feira, e mais 603 novos casos confirmados, num total de 21982.


Os casos de doentes recuperados são 1143 (eram 917 na terça-feira) e há 207 infetados internados em unidades de cuidados intensivos (eram 213).

ESPANHA
 Em Espanha houve mais 435 mortes nas últimas 24 horas, num ligeiro aumento (mais cinco mortes) em relação ao número do dia anterior, em que foram registadas 430 mortes. O número total de mortes no país é agora de 21.717, com 208.389 pessoas infetadas e 85.915 recuperadas.

MUNDO
Quase 178 mil pessoas morreram e há mais de 2,5 milhões de infetados em todo o mundo. O balanço da agência France Presse contabiliza os dados oficiais até às 11h00 desta quarta-feira.
Em concreto, foram registadas 177.822 mortes e mais de 2.571.880 infetados em 193 países.

-  O número de mortes provocadas pela Covid-19 em África subiu para 1.191 nas últimas horas, com mais de 24 mil casos registados da doença em 52 países.

- O 1º de maio vai ser celebrado, garante a secretária-geral da CGTP, Isabel Camarinha, em declarações à RTP. Em Lisboa, haverá concentração de pessoas e discursos por iniciativa da CGTP, mas cumprindo todos os pressupostos de segurança impostos pela DGS.

- Paulo Macedo, presidente da Caixa Geral de Depósitos, garantiu no Parlamento que o banco público tem linhas pré-aprovadas e não revogadas, o que constitui uma grande diferença face à última crise, em que os bancos revogaram uma série de linhas. O presidente do banco público diz que 4,6 milhões de euros já estão aprovados para estas linhas, a que acrescem 4,3 mil milhões de euros aprovados para as linhas Covid-19.

- Há nesta altura 145.694 casos confirmados na Alemanha. O número de mortos desde o início de é de 4.879.

- O Conselho de Estado timorense apoiou esta quarta-feira a extensão por 30 dias da declaração do estado de emergência em Timor-Leste, pedida pelo Governo.

- Os Estados Unidos registaram 2751 mortos causados pela Covid-19 nas últimas 24 horas, um aumento em relação à véspera-

Partilhar