Profissionais do Hospital em Guimarães lançam apelo



Todos estamos conscientes do momento difícil que atravessamos, combatendo uma doença
potencialmente fatal e altamente transmissível.
Qualquer um de nós, descuidando as medidas de prevenção que vêm sido repetidas, pode ser
contaminado.


 Pelo caminho, e sem aviso prévio, podemos ter que viver um novo surto da doença, eventualmente até de maior gravidade.


Ao longo dos últimos 2 meses, aqui no Hospital temos estruturado e implementado, com a
colaboração de todos, um conjunto de medidas que visam não só melhorar as condições de
tratamento daqueles que estão infetados pelo SARS-COV-2, mas também garantir segurança no tratamento de pacientes com outras patologias e risco reduzido de infeção para os nossos
profissionais.

Nós, Profissionais do Hospital, estamos conscientes que estas medidas se transformaram nas
nossas novas rotinas de trabalho, e terão que nos acompanhar (com este ou aquele acerto) até
que haja uma vacina ou tratamento eficaz para esta doença.
Como é do conhecimento de todos, estas vacinas ou tratamentos podem demorar até um ano a
estar disponíveis. Pelo caminho, e sem aviso prévio, podemos ter que viver um novo surto da
doença, eventualmente até de maior gravidade. Por isso, entendemos ser urgente que todos tenhamos consciência deste aspeto fundamental: Ainda não ultrapassamos este surto. O combate continua e não podemos de forma alguma facilitar
nas nossas atitudes, sob pena de gerarmos uma situação muito mais complicada de ultrapassar.
Não é possível abrir brechas no trabalho de proteção que temos efetuado. Não é altura de
descuido ou facilitismos. Estamosfocados em aniquilar este surto de forma determinada, coerente
e sem distrações para entrarmos numa "nova normalidade" e muito do que temos aprendido até
aqui continuará a ser feito diariamente.

Há um conforto particular que temos que encontrar no meio desta adversidade. Estamos agora
melhor preparados e equipados para o futuro. Adquirimos rotinas de trabalho e de socialização
que são mais sólidas para lidar com esta nova realidade. Se formos persistentes poderemos
recuperar mais depressa uma grande parte da nossa vida e a nossa atividade profissional,
adaptadas às novas regras de comportamento social a que este vírus obriga. Para já, precisamos manter o respeito, até aqui civicamente demonstrado por todos, no que toca
às medidas associadas a este Estado de Emergência Nacional: manter distanciamento social, ficar
em casa, lavar as mãos frequentemente, usar máscara em locais públicos.
Não é hora de nos distrairmos. Temos que continuar a manter cuidado, rigor e disciplina.
Pelos nossos doentes. Por todos nós. Esta é uma mensagem enviada por todos os Profissionais do Hospital Senhora da Oliveira, Guimarães a toda a população que este Hospital serve.

A Comissão de Acompanhamento da COVID-19
do Hospital Senhora da Oliveira, Guimarães

Partilhar