Programa do 25 de abril com iniciativa Liberdade Em Casa

Interação com os cidadãos através do desafio nas redes sociais. Está programado ainda um concerto “Live Streaming” no âmbito do programa no dia 25 de abril.



O programa “Abril com Cantigas do Maio” visa assinalar comemorações dos 46 anos do 25 de Abril em Guimarães, sendo adaptado às circunstâncias atuais devido ao Estado de Emergência perante a pandemia da COVID-19.

O Município de Guimarães elaborou um programa cultural que será totalmente transmitido online, a partir da página de Facebook e aberto à participação da população através da iniciativa #LiberdadeEmCasa.


O desafio é simples: assinale connosco o 25 de abril publicando uma mensagem onde diga o que é a Liberdade. Pode ser uma frase, um poema, uma música, um desenho, em vídeo, imagem ou texto. Desde que seja feito de forma pública e utilizando o hashtag #LiberdadeEmCasa. É fundamental ter a mensagem com um cravo na mão, um cravo do jardim, um cravo desenhado ou construído. Mas um Cravo, símbolo máximo da libertação em 1974, e que simbolize a vontade de voltar a sentir a liberdade. Para além do uso da hastag #LiberdadeEmCasa, será possível enviar as propostas de participação para o e-mail: cultura@cm-guimaraes.pt.


No dia 25 de abril, às 00h20, será transmitido pelo Facebook do Município de Guimarães a música “Grândola Vila Morena” de José Afonso, pela Banda Musical de Pevidém e Coros de Guimarães, sob direção artística de Vasco Faria. Às 17h00 realiza-se o concerto Live Streaming “Outros Palcos, Mais Liberdade”, integrado na comemoração da Revolução dos Cravos.


Considerando o contexto de Estado de Emergência, consequente às medidas públicas e coletivas de combate à propagação da COVID-19, o espetáculo será gravado em local aberto, com todas as medidas de higiene e segurança recomendadas pela DGS e OMS, incluindo máscaras e luvas em todas as fases de montagem e preparação que forem possíveis.


A realização deste concerto em parceria com a Astronauta – Associação Cultural, programado há vários meses, foi adaptado às circunstâncias do presente com o objetivo de ser exemplo e esperança para o futuro imediato da ação cultural e assinala o regresso à atividade cultural, num momento carregado de simbolismo.

Partilhar