Vaga inicial de transmissão da covid-19 na Europa já passou o seu pico

Indicou esta segunda-feira a diretora do Centro Europeu de Controlo de Doenças.


A vaga inicial de transmissão da covid-19 na Europa já passou o seu pico, sendo a Bulgária o único país que regista ainda um aumento de casos, indicou esta segunda-feira a diretora do Centro Europeu de Controlo de Doenças.

Numa videoconferência com a comissão de Saúde Pública do Parlamento Europeu, Andrea Ammon indicou que os dados mais recentes revelam que, "aparentemente, a vaga inicial de transmissão já passou o seu pico, com um declínio generalizado" do número de casos de infeção nos países da União Europeia e do Espaço Económico Europeu mais Reino Unido, e atualmente "só há um país com um aumento da incidência e quatro sem diferenças substanciais".

"Isto é uma maratona, não é um sprint. Provavelmente já terão ouvido isto, o que não quer dizer que não seja verdade. As expectativas das pessoas relativamente à situação da pandemia e da duração dos efeitos que continuará a ter nas suas vidas no futuro previsível tem de ser gerida. Isto não vai acabar em breve, e as pessoas devem preparar-se mentalmente para tal. No mesmo sentido, não podemos baixar as nossas guardas durante o levantamento progressivo" das medidas restritivas, argumentou.

"As pessoas devem ser recordadas permanentemente de que este vírus não se vai embora enquanto não tivermos uma vacina", reforçou mais adiante.

Partilhar