"Resposta ao Senhor João Ilídio Costa"

Venho por este meio pedir o favor de publicar,artigo de opinião resposta ao senhor João Ilídio Costa,pelo facto do senhor ter usado este órgão de informação para responder ao artigo de opinião publicado no RV Jornal.

RESPOSTA AO SENHOR JOÃO ILIDIO COSTA

No passado dia 25 de junho, publiquei um artigo de opinião com o título “O Zandinga está de volta”, colocando em causa um artigo de opinião publicado anteriormente pelo Sr. João Ilídio Costa.
A verdade é que o Sr. João Ilídio Costa não gosta de ser contrariado. E, por esse motivo, em seguida, escreveu um novo artigo de opinião ofensivo e mal-educado para com a minha pessoa.
Em primeiro lugar, se o Sr. João Ilídio Costa não gosta que critiquem os seus artigos de opinião, só tem uma solução, que os deixe de escrever. Atendendo que vivemos num Estado de Direito Democrático, quando entenda que são escritas mentiras, podem contar comigo, pois darei sempre a minha opinião, como já o faço há muitos anos. Até porque mesmo antes do Sr. João Ilido Costa entrar para a política, já cá eu andava. 

Quero que o Sr. João Ilido Costa saiba que não aceito lições de moral de ninguém, muito menos do Senhor. Na verdade, se neste momento sou deputado municipal eleito pela lista vencedora, Movimento Vizela Sempre, também não é menos verdade que já fui candidato à Junta de Freguesia de Santo Adrião por duas vezes. Apesar de ter perdido, nunca me demiti, nunca fugi ou nunca abandonei como o Senhor o fez na Câmara Municipal.
É, assim, manifesto que o Sr. Joao Ilídio Costa não só não contradita nada do que eu havia dito, como mente despudoradamente. Na realidade ele assume a sua candidatura no dia 05 de maio de 2017 no PS (link), pelo que, contrariamente ao que afirma no seu artigo de opinião, no dia do aniversário dos Bombeiros Voluntários de Vizela, 14 de maio de 2017, o Sr. João Ilídio Costa, enquanto ainda Presidente da Direção, inaugura a Parada e o Museu, sendo, também, homenageado com o Crachá
de Ouro (link), até porque só suspendeu as suas funções no dia 19 de maio de 2017 (link).
Gostaria, ainda, de acrescentar que coloquei os links das referidas notícias para provar o quanto mente o Sr. João Ilídio Costa e, na realidade, foi ele que levou a politica para dentro dos Bombeiros Voluntários de Vizela, se efetivamente queria afastar a instituição da política, no dia em que foi convidado e aceitou ou no dia em que a sua candidatura foi aprovada – 05 de maio de 2017 – tinha a obrigação ética e moral de pedir a suspensão imediata das suas funções.

Em segundo lugar, o Sr. João Ilídio Costa gosta de escrever artigos de opinião a criticar tudo e todos, mas detesta que o critiquem. Contudo, contra factos não há argumentos e tudo que coloquei no referido artigo de opinião foi retirado dos jornais e até tive o cuidado de colocar as datas das publicações para provar que não estava a mentir. As respostas às seguintes perguntas provam que falo a verdade.
 É verdade ou não que o Partido Socialista de Vizela nas últimas eleições autárquicas ficou pela primeira vez em terceiro, assim como perdeu todas as juntas de freguesia?
 É verdade ou não que o Sr. João Ilídio Costa é rosto da maior e mais humilhante derrota eleitoral do Partido Socialista de Vizela?
 É verdade ou não que o Sr. João Ilídio Costa disse na Rádio Vizela que nunca seria candidato a Presidente da Câmara e no ano 2017 foi?
 É verdade ou não que o Sr. João Ilídio Costa afirmou publicamente que o Sr. Dinis Costa não tinha condições para ganhar a Câmara Municipal de Vizela e se fosse inteligente abandonava a política?
 É verdade ou não que o Sr. João Ilídio Costa colocou em tribunal várias pessoas por supostamente ofenderem o seu bom nome e que o todos os processos foram arquivados e ninguém foi condenado?
 É verdade ou não que o Sr. João Ilídio Costa afirmou publicamente que saía dos Bombeiros para ser candidato a Câmara, mas se perdesse voltava para os Bombeiros e perdeu as eleições e não voltou?
 É verdade ou não que o Sr. João Ilídio Costa afirmou que a política deve ser encarada com espírito de missão e na realidade como perdeu as eleições abandonou o lugar de vereador?

No entanto, o Sr. João Ilídio Costa escreve um artigo opinião para responder ao meu, chamando-me de mentiroso e fazendo falsas acusações, mas a verdade é que não conseguiu provar uma única vez, com factos concretos, onde menti. Pelo contrário, fica demonstrado que o que disse em campanha eleitoral era mentira, quando afirmou que se fosse para a Câmara iria recusar o seu salário e que este ficaria nos cofres da Câmara. Na verdade, as senhas de presença não ficaram nos cofres da Câmara, independentemente de depois distribuir o seu valor por quem e como queria e aparentemente com eventuais benefícios fiscais associados, o que nunca aconteceria se o dinheiro ficasse na Câmara.

Termino este artigo de opinião, com mais uma verdade e uma vez mais a desmascarar as falsas acusações do Sr. João Ilídio Costa no seu artigo de opinião. Acusa-me de ter “acesso ilegal” a dados desagregados do valor das suas senhas de presença, pagas enquanto exerceu funções de Vereador na Câmara, e que isto é “caso de policia”. Contudo, o Sr. João Ilídio Costa não deveria escrever isto, sendo uma vergonha para aquele que se dizia o melhor e mais competente candidato à Câmara não saber que esses dados são públicos e constam dos Documentos das Prestações de Contas da Câmara Municipal, distribuídas aos vereadores, aos deputados e à comunicação social. Assim, é possível verificar na página 188 da Prestação de Contas do ano de 2017 que consta lá o seu nome e o valor de 412,08 € que recebeu nesse mesmo ano a título de senhas de presença. De igual modo, também, é possível verificar na página 229 da Prestação de Contas do ano de 2018 que consta lá o seu nome e o valor de 480,76 €
que recebeu nesse mesmo ano a título de senhas de presença. Contrariamente ao que havia afirmado publicamente no dia 05 de junho de 2017, que abdicaria do seu vencimento (link). Só me resta dizer-lhe uma coisa, conforme o que disse no seu artigo de opinião, “ser burro não é grande defeito, mas ser burro e teimoso são dois grandes defeitos”, os quais, face a estes factos e associados à incompetência, assentam que nem uma luva ao Senhor.

Luís Almeida
Deputado Municipal Movimento Vizela Sempre

Partilhar