Espaços que serviram de retaguarda à covid-19 foram desativados

Na sequência do surto da nova estirpe de coronavírus SARS-COV-2, o Município de Vizela implementou o Programa de Apoio Municipal Vizela COVID-19, sendo uma das medidas principais a criação de dois espaços para lar/residência de retaguarda, no combate à pandemia da covid-19, um para casos positivos, instalado no pavilhão da Escola Secundária e outro para casos negativos, instalado na Escola Básica e Secundária de Infias.


Estes espaços de confinamento, apesar de nunca terem sido ativados, tiveram como função primordial garantir a segurança dos vizelenses em tempos de pandemia, criando retaguarda aos lares e IPSS’s do Concelho ou às residências dos vizelenses, sem cuidados hospitalares, com equipas de retaguarda, constituídas por enfermeiros, auxiliares e voluntários, para além das pessoas responsáveis por assegurar outras funções como a alimentação, a limpeza e as atividades ocupacionais.

Estes espaços disponibilizaram 150 camas, enfermarias, quartos individuais, sala de convívio e de refeições, gabinete médico e balneários masculinos e femininos.

Assim, no seguimento do Plano de Desconfinamento, a Câmara Municipal iniciou a desativação destes espaços para lar/residência de retaguarda, assegurando o devido armazenamento dos materiais no edifício da Autarquia, realçando, contudo, que, tendo em consideração a situação evolutiva do surto epidémico, os mesmos possam vir a ser reativados.


Partilhar