Bairro C reflete e debate a zona de Couros com a participação da população

Visita performativa a decorrer no dia 12 de setembro, com momentos artísticos, musicais e gastronómicos. Haverá ainda instalação multimédia nos Tanques de Couros e cinema ao ar livre.



“Descouraçar” é a designação do evento agendado para a o próximo dia 12 de setembro, no âmbito do projeto do Bairro C. Decorrerá uma visita performativa desenhada e participada pela população, assinalando pontos estratégicos que sublinhem o potencial imaterial e humano da zona de Couros. A visita terá momentos iminentemente artísticos: apontamentos musicais, performances ou momentos gastronómicos encenados, criando uma relação com o território e construir um baralho de cartas que permita “jogar”, confrontar, refletir e debater ansiedades, problemas, desejos, virtudes e ambições.
Este é o culminar de um projeto de envolvimento da comunidade, que contemplou várias dezenas de entrevistas e recolha de testemunhos da população residente.

A visita termina com um debate, a fim de refletir, debater e sintetizar os problemas, desafios e oportunidades deste lugar, identificados no processo. O debate contará com uma moderação informal, mas sustentada em ferramentas e dinâmicas que orientem a discussão, a partir do baralho de cartas criado, e definir num conjunto de linhas de força que devem integrar o pensamento holístico de transformação de Couros.
No âmbito da programação cultural do Bairro C está prevista a mostra de cinema (Rewind & Play), com quatro sessões em diferentes lugares e uma instalação de multimédia nos Tanques de Couros, projeto satélite da Contextile.

A mostra de cinema ao ar livre com curadoria de Luísa Alvão, guionista e cinéfila, apresenta um conjunto de filmes que estimulam uma reflexão a partir de um diálogo entre o território têxtil do Vale do Ave, com universos industriais têxteis de outras partes do mundo, a decorrer nos dias 6, 11, 18 e 25 de setembro, sempre às 21h30, passando pelo Jardim da Fraterna (A Fábrica - Pedro Neves – e Posfácio nas Confecções Canhão - António Ferreira), IDEGUI (Machines - Rahul Jain), Plataforma das Artes e Criatividade (Made in Bangladesh - Rubaiyat Hossain) e Casa da Memória de Guimarães (Waiting For Carnival - Marcelo Gomes).

Entre os dias 5 de setembro e 25 de outubro, há lugar a uma nova intervenção em Espaço Público do Bairro C, estando patente a instalação designada por “Encontro Expansão”. É um projeto de intervenção multimédia proposto para os Tanques de Couros, na Fraterna, com a direção artística de Joana Fins Faria e Romas Stukenberg, para integrar a temática Lugares de Memória propondo a criação de uma escultura colaborativa resultante da soma de pequenas esculturas em cocriação com a comunidade e instituições locais.

Partilhar