Companhia de Teatro de Guimarães promove nova temporada de oficinas teatrais

As portas do Espaço Oficina voltam a abrir-se para mais uma temporada das OTO – Iniciação (para quem queira começar a experimentar), Criação (para os mais experientes) e Jovens. Começam assim, ainda em 2020, com módulos de criação, movimento e voz - o treino básico de todo o intérprete. Em 2021, reorganizam-se as turmas em grupos de trabalho para as várias criações finais, que serão pensadas (também) pelos alunos e apresentadas, no final de maio, por todo o CCVF. As inscrições decorrem até ao próximo dia 30 de setembro, podendo ser realizadas através do preenchimento do formulário online disponível em www.aoficina.pt.

Neste novo ano letivo, as Oficinas do Teatro Oficina repartem-se por três grupos que se reúnem em dias úteis da semana ao final da tarde no Espaço Oficina (situado na Avenida D. João IV), uma caixa negra que dá vida à criação e à formação associadas ao Teatro Oficina, sendo um local de encontro de toda a rede criada em torno da companhia de teatro de Guimarães e onde este projeto se materializa e ganha corpo.

A Oficina de Iniciação é reservada a alunos a partir dos 12 anos e acontece à segunda e à quarta-feira, entre as 19h30 às 21h00. Para a mesma faixa etária, é igualmente possível integrar a Oficina de Criação, que desenvolverá os seus trabalhos no mesmo espaço e à mesma hora mas em dias distintos: terça e quinta-feira, neste caso. O grupo reservado a alunos dos 8 aos 12 anos – Oficina Jovens – encontra-se igualmente no Espaço Oficina, entre as 18h00 e as 19h30 de cada sexta-feira.

As OTO dão os primeiros passos a 6 de outubro, mês que contará com a orientação de Bruno Laborinho na Oficina de Criação. No mês seguinte (novembro), Nuno Preto junta-se a Bruno Laborinho nas sessões das OTO. Entre novembro e dezembro, surge Ricardo Baptista para orientar o módulo ‘O Som e O Corpo’. Virando a esquina para o calendário do próximo ano (2021), as OTO voltam a agitar-se logo a partir de janeiro com um módulo dedicado ao ‘Movimento’, a cargo de Ana Rita Xavier. Entre os meses de fevereiro e maio, Nuno Preto e Bruno Laborinho assumem novamente as rédeas com as criações finais das OTO no horizonte, a serem apresentadas a 29 de maio no Centro Cultural Vila Flor.

Para esta temporada, o número de alunos por grupo está limitado a 15, encontrando-se o cumprimento de todas as atuais normas de segurança da Direção Geral da Saúde como prioridade indispensável, de modo a garantir a salvaguarda da saúde e segurança de todos os intervenientes. O valor da mensalidade das OTO é 20 euros e a data limite de inscrição é dia 30 de setembro, podendo esta ser concretizada através do formulário online disponível em www.aoficina.pt, onde é possível encontrar toda a informação respeitante.

Com as OTO – Oficinas do Teatro Oficina, o Teatro Oficina promove, ano após ano, a possibilidade de formação de várias camadas da população, juntando várias gerações, dos mais miúdos aos mais graúdos, num período dedicado à aprendizagem e vivência do teatro que se desenrola de outubro a maio. Lugar de encontro e de partilha, as OTO são um projeto formativo do Teatro Oficina que aqui partilha, com os entusiastas desta expressão artística, conhecimento e experiência, mas, acima de tudo, provoca debate e gera discussão de ideias num ambiente descontraído que apela ao convívio e usufruto da arte, reservando para o Centro Cultural Vila Flor as suas apresentações finais com todos os participantes.

Partilhar