Consumo cresce em tempos de COVID

 


Confiança entre os portugueses cai e está abaixo da média europeia 

 Economia no topo das preocupações seguida de Saúde com registo histórico 

 84% dos portugueses considera que o seu país está em recessão económica 

Maioria dos portugueses modificou os seus gastos e tentou poupar 

Os Bens de Grande Consumo cresceram 8,2% no 2º trimestre, impulsionados pela pandemia

No segundo trimestre de 2020, os portugueses mostram-se menos confiantes do que a globalidade dos consumidores a nível europeu. 

 

Segundo os resultados do estudo “The Conference Board® Global Consumer Confidence Survey”, conduzido em colaboração com a Nielsen, o grau de confiança registado entre os consumidores portugueses registou uma quebra de 31 pontos em comparação com período homólogo, ficando abaixo da média europeia. Portugal obteve no segundo trimestre do ano o valor de 63 pontos, revelando uma quebra acentuada face aos trimestres anteriores e caindo da “marca” dos 90 pontos atingida ao longo do último ano. Apesar da tendência de quebra deste indicador entre os países mais próximos, em Portugal esta diminuição é especialmente notória. A Economia e a Saúde surgem neste trimestre como as principais preocupações para 47% e 46% dos portugueses, respetivamente. O valor alcançado para o fator Saúde atinge neste período uma marca histórica, evidenciando o efeito e os novos receios associados à pandemia COVID-19.

Partilhar