Espetáculo deu polémica em Guimarães

Guimarães é um dos concelhos do país com mais casos de covid-19 desde setembro, com uma média diária superior a 20 infetados por cada 100 mil habitantes nas últimas duas semanas. Há ainda surtos em pelo menos três lares, um no Hospital Senhora da Oliveira e mais de 10 turmas em isolamento naquele concelho.
A Câmara Municipal de Guimarães determinou a suspensão temporária de todos os espetáculos em todos os equipamentos culturais do concelho. A ordem acontece um dia depois de um espetáculo de comédia no pavilhão multiusos gerar polémica.

Em comunicado enviado ao JN, a Câmara determina "a suspensão temporária dos espetáculos atualmente programados em todos os equipamentos culturais do concelho". A medida vigora "até que a Proteção Civil Municipal, na qual têm assento as autoridades de saúde e de segurança, ouvidas as entidades gestoras dos equipamentos municipais que acolhem espetáculos, conclua das medidas a tomar".

A suspensão é justificada com a situação epidemiológica que atualmente se verifica no concelho vimaranense, que segundo a Câmara "obriga a adoção de regras mais restritivas do que aquelas que atualmente estão previstas no quadro legal aplicável a estas situações".
A decisão surge na sequência de um coro de críticas de internautas a um espetáculo de comédia realizado este sábado à noite no pavilhão multiusos de Guimarães pela cooperativa municipal Tempo Livre e pela produtora "Meio Termo". O espetáculo juntou os humoristas Nilton, Ana Garcia Martins (A Pipoca Mais Doce) e Hugo Sousa. Foi uma imagem publicada no Instagram de Ana Garcia Martins que se tornou viral e gerou um coro de críticas à organização pela alegada falta de distanciamento físico entre as cerca de mil pessoas que assistiram ao espetáculo.
O Multiusos diz que foram respeitadas todas as normas de segurança.

Partilhar