22 milhões de vacinas para Portugal

Portugal vai receber 22 milhões de doses de vacinas contra a covid-19, mais seis milhões do que o anunciado na passada sexta-feira.

A da farmacêutica Moderna, que avançou ontem com um pedido de utilização de emergência, é uma delas. A farmacêutica norte-americana Moderna anunciou que avançou, esta segunda-feira, com o pedido de utilização de emergência da sua vacina para a covid-19 nos Estados Unidos e na Europa. 

O laboratório revelou que os resultados finais dos ensaios clínicos apontam uma eficácia de 94,1%. A Moderna é uma das seis empresas com quem Portugal fechou acordo para a contratação das vacinas. No total, o país vai receber 22 milhões de doses, confirmou o JN junto do Ministério da Saúde.

 São mais seis milhões do que as anunciadas na última sexta-feira pelo secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Sales. O aumento resulta da concretização de acordos com mais duas farmacêuticas. O país tem assegurada a aquisição de vacinas às farmacêuticas Pfizer, AstraZeneca, Johnson & Johnson, Moderna, Sanofi e Curevac.

 De acordo com informação avançada pela SIC, a vacina da Pfizer será a primeira a chegar ao país e a seguir virá a da Moderna. São os processos mais avançados, embora ainda não tenham autorização da agência europeia do medicamento.

BAIXA A Organização Mundial de Saúde (OMS) saudou esta segunda-feira a "primeira descida desde setembro" no número de novos casos de infeção pelo SARS-CoV-2 na Europa, ressalvando que "qualquer avanço pode ser rapidamente perdido" no combate à pandemia.

Partilhar