Guimarães aumenta capacidade para tratar doentes com COVID-19

Estrutura Municipal de Retaguarda passa a ter 60 camas. Equipa de médicos e de enfermeiros será reforçada.

Reunião no Hospital decorreu ao início da manhã desta segunda-feira. Na sequência de uma visita ao Hospital Senhora da Oliveira, onde decorreu uma reunião com a equipa coordenadora de médicos e enfermeiros que estão a lidar localmente com a pandemia, foi apresentada a necessidade do aumento de resposta da estrutura de apoio, que está situada nas instalações do Seminário do Verbo Divino, para uma capacidade de 60 camas. 

Domingos Bragança, na sua responsabilidade de Presidente da Proteção Civil do Município, assegura toda a disponibilidade para o apoio imediato, no âmbito da emergência da Proteção Civil, para a contratação de mais médicos e de enfermeiros, numa parceria com a Autoridade Nacional da Proteção Civil, que permitirá ajudar a libertar camas da “Área COVID” do Hospital. Atualmente, a Estrutura Municipal de Retaguarda está já equipada com 42 camas. 

A autarquia acautela o fornecimento das refeições, da higienização e a segurança desta estrutura, assim como dos recursos humanos de apoio ao funcionamento, com o apoio médico do Hospital de Guimarães e ACES do Alto Ave.

Partilhar