Primeira vítima por covid entre os 10 e os 19 anos


Um dia depois de ter registado 95 mortes, um novo número máximo diário de mortes por covid-19 desde o início da pandemia, Portugal regista este sábado mais 88 óbitos e 4413 infetados. 

Há mais 4413 infetados com covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde de hoje, que eleva para 344 700 o número total de casos confirmados desde março. Desses, quase 71 mil correspondem a doentes ativos, menos 480 do que ontem. 

Por outro lado, recuperaram mais 4805 pessoas, elevando para mais de 268 mil o número de doentes dados como curados desde o início da pandemia. 

 A região Norte contabiliza mais 2078 infetados, o que equivale a cerca de 47% do total de novas infeções, elevando para 180 456 o número total de infetados. Segue-se Lisboa e Vale do Tejo, com 1347 novos contágios (e um total de 111 982). 

Na região Centro, há mais 738 casos (em 36 096), no Alentejo mais 130 (em 7743), e no Algarve mais 62 (em 6077). O arquipélago dos Açores regista 31 novos casos (em 1301) e o da Madeira mais 27 casos (1045). 

 Primeira vítima entre os 10 e os 19 anos 

 Portugal, que ontem contabilizou 95 mortes - o número de óbitos mais elevado desde março -, tem hoje a lamentar mais 88 vítimas mortais - 5461 desde o início da pandemia. 

Trinta e oito foram registadas na região Norte, 26 em Lisboa e Vale do Tejo, 21 no Centro e três no Alentejo. Esta foi a primeira vez, desde que a pandemia começou a ceifar vidas em Portugal, em que se registou uma morte na faixa etária dos 10 aos 19 anos. 

Além da jovem, morreram também 57 pessoas com mais de 80 anos (27 homens e 30 mulheres), 21 entre os 70 e 79 anos (14 homens e sete mulheres), seis entre os 60 e 69 (quatro homens e duas mulheres) e três na faixa dos 50-59 (um homem e duas mulheres).

 Como já ontem aconteceu, também hoje o número de doentes internados desce: há menos 137 em enfermaria (num total de 3093) e menos quatro em unidades de cuidados intensivos (total de 503).

Partilhar