Vizela e concelhos vizinhos no bom caminho


Vizela e os Municípios de Guimarães, Lousada e Fafe entre outros registaram grande redução no número de casos covid-19. Mondim de Basto é um caso muito grave.

O município que registou a maior redução na taxa de incidência voltou a ser, à semelhança da semana passada, Freixo de Espada à Cinta (Bragança), com menos 1456 novos casos por 100 mil habitantes face à actualização anterior. Seguem-se Gavião (menos 705), Fafe (menos 607), Lousada (menos 556), Guimarães (menos 474), Macedo de Cavaleiros (menos 461), Belmonte (menos 437), Cabeceiras de Basto (menos 428), Vizela (menos 427) e Póvoa de Lanhoso (menos 418).

Há menos dez concelhos com mais de 960 casos por 100 mil habitantes


Segundo um balanço da DGS divulgado pelo jornal Público, o número de concelhos com uma taxa de incidência de casos de covid-19 nos últimas 14 dias superior a 960 por 100 mil habitantes diminuiu para 25 (menos dez do que reportado na semana passada), segundo dados da DGS. Mondim de Basto é actualmente o concelho com a maior incidência acumulada.

O número de concelhos com uma taxa de incidência de casos do novo coronavírus acumulados nos últimos 14 dias superior a 960 por 100 mil habitantes diminuiu para 25, menos dez do que na semana anterior.

Os dados divulgados esta segunda-feira pela Direcção-Geral da Saúde (DGS) sobre a taxa de incidência de casos acumulados entre 25 de Novembro e 8 de Dezembro mostram ainda que actualmente o concelho com o maior número de casos de covid-19 por 100 mil habitantes é Mondim de Basto, distrito de Vila Real, com 2663 (mais 633 casos do que na semana passada).

Seguem-se os concelhos de Marvão (Portalegre), com 2097 casos por 100 mil habitantes, Chaves (Vila Real), com 2084 casos, Trofa (Porto), com 1616 casos, Armamar (Viseu), com 1577, Vila Pouca de Aguiar (Vila Real), com 1471, Crato (Portalegre), com 1470, Vila Nova de Famalicão (Braga), com 1424, Vimioso (Bragança), com 1392, e Esposende (Braga), com 1346 casos por cem mil habitantes.

Em contrapartida, o concelho com menor taxa de incidência é Aljustrel, que regista 12 casos por 100 mil habitantes. Vila Velha de Rodão, que era o único município com uma incidência acumulada a 14 dias de zero na semana passada, tem agora 159 novos casos por cem mil habitantes.

Comparativamente aos dados reportados na semana passada, 182 (65% dos 278) concelhos registaram uma diminuição no número de novos casos por cem mil habitantes. Por outro lado, 88 municípios registaram um aumento da taxa de incidência, enquanto oito mantiveram-se sem alterações. Esta segunda-feira registaram-se menos concelhos com menor incidência do que na semana passada, data em que foi reportada uma descida de novos casos por cem mil habitantes em 188 concelhos e um aumento da incidência em 81.

O município que registou a maior redução na taxa de incidência voltou a ser, à semelhança da semana passada, Freixo de Espada à Cinta (Bragança), com menos 1456 novos casos por 100 mil habitantes face à actualização anterior. Seguem-se Gavião (menos 705), Fafe (menos 607), Lousada (menos 556), Guimarães (menos 474), Macedo de Cavaleiros (menos 461), Belmonte (menos 437), Cabeceiras de Basto (menos 428), Vizela (menos 427) e Póvoa de Lanhoso (menos 418).

Já o concelho com o maior aumento de incidência da covid-19 foi Pinhel, com mais 822 casos por cem mil habitantes em comparação com os dados da semana passada. A lista dos maiores aumentos é ainda composta pelos concelhos de Tabuaço (mais 812), Marvão (mais 699), Mondim de Basto (mais 633), Vimioso (mais 597), Crato (mais 575), Mourão (mais 530), Chaves (mais 528), Vila Pouca de Aguiar (mais 518) e Figueira de Castelo Rodrigo (mais 412) — seis dos quais também pertencem à lista dos dez concelhos com maior número de novos casos. Os aumentos em Mondim de Basto e Chaves voltam a mostrar a deslocação do epicentro da pandemia do litoral para o interior na região Norte, a mais atingida pelo vírus.

O número de novos casos registados este domingo, 2194, e divulgados esta segunda-feira pela DGS é o mais baixo em quase dois meses, tendo levado a uma diminuição da taxa de incidência da covid-19 em todo o país para 514,5 novos casos por cem mil habitantes — o valor mais baixo desde 5 de Novembro.

Porém, embora o número diário de infecções tenha vindo a descer nas últimas semanas (ainda que com alguns aumentos pontuais), o número de pacientes internados não desce da fasquia dos três mil há cerca de um mês.

Número de novos casos não era tão baixo desde Outubro, mas internamentos teimam em não descer

Por dia e por concelho, a Pandemia Clara mostra quais as restrições em vigor

Covid-19: recolher obrigatório às 2h no Natal e Ano Novo só se aplica aos concelhos de maior risco

Portugal registou ainda, no domingo, mais 90 mortes causadas pela covid-19, o quarto valor mais alto desde o início da pandemia. No total, o país contabiliza 350.938 casos confirmados, 5649 vítimas mortais e 274.277 recuperados desde o início da pandemia.


Partilhar