Estado de emergência aprovado

 


A Assembleia da República aprovou esta quarta-feira o nono diploma do estado de emergência. O projeto de decreto presidencial modifica e renova o estado de emergência e prevê medidas mais apertadas de confinamento até 30 de janeiro.

Medidas deverão ter um horizonte de um mês e “perfil muito semelhante” às de Março e Abril.

Maioria do comércio vai fechar, mas manter-se-ão abertos, por exemplo, os supermercados e farmácias;

A restauração encerrará ao público, funcionando apenas em regime de take-away e entregas ao domicílio.

Futebol continua e sem espetadores, cabeleireiras, barbearias, ginásios, e outros serviços, fecham.

Partilhar