Descoberta para combater Alzheimer

Distinção atribuída pela Sociedade Portuguesa de Biofísica a investigadora vimaranense pela descoberta de um composto da cortiça que pode ajudar no combate ao Alzheimer. O Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, felicita a investigadora vimaranense Ana Rita Araújo, do Grupo de Investigação 3B’s, pela distinção com o Prémio Jovem Biofísico 2021 atribuída pela Sociedade Portuguesa de Biofísica, no âmbito da descoberta de um composto da cortiça que pode ajudar no combate ao Alzheimer.

O prémio é referente ao artigo “Vescalagin and castalagin reduce the toxicity of amyloid-beta42 oligomers through the remodelling of its secondary structure”, desenvolvido no âmbito do doutoramento realizado no 3B’s Research Grupo, com orientação de Rui Reis e Ricardo Pires. “Esta é uma distinção de importância múltipla, sendo de enaltecer o enorme mérito da investigação de Ana Rita Araújo numa área vital como é a saúde através do valioso contributo para o combate à doença de Alzheimer, que afeta milhares de pessoas em Portugal, e milhões em todo o Mundo, sendo amplamente reconhecido o seu trabalho. 

Acresce ainda o regozijo para a Câmara de Guimarães o facto desta investigadora vimaranense integrar o Grupo de Investigação 3B’s, que se pauta pela excelência na componente de investigação interdisciplinar, sendo reconhecido pelos seus contributos na área da engenharia de tecidos e medicina regenerativa, a nível mundial”, salientou Domingos Bragança Ana Rita Araújo é natural de Sande S. Martinho e integra o Grupo 3B’s desde 2011, com Licenciatura em Engenharia Química e curso de Mestrado em Engenharia Química – Tecnologias de Proteção Ambiental, pelo Instituto Superior de Engenharia do Porto. A investigadora do I3B's vai agora apresentar o estudo em meados de junho no Congresso da Sociedade Portuguesa de Biofísica, que irá decorrer em Coimbra, via zoom.

Partilhar