GNR de Vizela interrompe jogo no ringue da Lage


Cerca de 10 a 15 jovens jogavam ontem à tarde à bola do ringue da Lage em S. Miguel das Caldas,

tendo a Guarda Nacional Repúblicana, que ali chegou em duas viaturas com vários agentes, encerrado o treino ilegal. 

Alguns moradores disseram ao ddV que os jovens foram multados por estarem a desrespeitar o recolhimento obrigatório imposto pelas medidas do estado de emergência e pela falta do uso de máscara em grupo. "Não os contamos mas deviam ser uns 15, fizeram duas equipas"...

Uma moradora disse que a acção da Guarda Nacional Republicana deve ter surgido na sequência de uma denúncia de que estaria a decorrer um jogo ilegal no ringue que se encontra nas traseiras duma urbanização da Rua da Lage com vários apartamentos na proximidade.

Na chegada ao local, os militares da Guarda verificaram que se tratava de um jogo treino não-autorizado, cujos participantes não faziam uso da máscara nem garantiam o distanciamento social obrigatório.

No decorrer das diligências foram identificadas os intervenientes que eram todos rapazes muito jovens.

Face ao incumprimento do dever geral de recolhimento domiciliário, bem como a violação e a inobservância das regras de distanciamento social e de realização de eventos, a GNR procedeu aos respectivos autos de contra-ordenação.

Os casos de incumprimento das regras do estado de emergência têm sido recorrentes ao longo deste período de confinamento em todo o País o que tem mantido as autoridades em estado de alerta, tendo sido já registados várias casos de contra-ordenação em muitos concelhos. 

Uma familiar de um dos jovens identificados e autuados referiu ao ddV que o "dinheirinho da multa vai fazer muita falta ao planeamento familiar, acrescentando que também não podia criticar a ação da GNR porque a autoridade estava a desempenhar a sua missão.

"A rapaziada nova está farta de estar presa em casa. Eles quiseram jogar um pouco à bola para espairecer, mas é proibido, pronto" - disse a mesma senhora.


Partilhar