Carta de despedida do vereador Ricardo Costa


 De Ricardo Costa, vereador da Câmara Municipal de Guimarães recebemos a missiva que publicamos na sua íntegra:

Servir  Guimarães e os Vimaranenses foi para mim um sentido orgulho e uma  enorme honra. Também com todos os que ao longo dos últimos oito anos me interpelaram de alguma forma.

Estou na política por missão, com o mesmo entusiasmo e desprendimento com que abracei, pela primeira vez, a minha intervenção e o meu contributo mais modesto na vida política local ao ser candidato a uma Junta de Freguesia.

Tenho na minha família, na minha esposa e nos meus dois filhos,  o meu maior compromisso particular e o meu melhor projeto pessoal.

Tenho, no setor privado, um percurso profissional que me orgulho e uma carreira, felizmente, bem sucedida, que me permitiu e permite uma disponibilidade e entrega para servir a causa pública sem depender, por necessidade, de qualquer lugar ou remuneração, bem como decidir sempre com base nas minhas convicções, com liberdade e discernimento.  E onde a lealdade não se deve confundir com subserviência… 

Dentro e fora do Partido Socialista, exerci e exerço diversas funções – em órgãos locais, regionais e nacionais;

Nele submeti-me a múltiplos sufrágios, elaborei programas e projetos, participei na construção de medidas e políticas públicas, ajudei a desenvolver a minha e a nossa comunidade;

Trabalhei de perto com as forças vivas do nosso concelho, partilhando os sonhos, a ambição e a responsabilidade de fazer crescer Guimarães, de mãos dadas com as empresas e com as associações de todas as nossas freguesias.

Fi-lo, preservando a lealdade e respeitando o sentido de compromisso  com os meus pares, e com o partido por que fui eleito.

Estive sempre ao lado do Presidente da Câmara, dos meus colegas Vereadores e dos Presidentes de Junta de Freguesia, que sempre participaram e me acompanharam no trabalho que desenvolvi, rodeado dos melhores colaboradores – pessoal técnico e político – a quem agradeço reconhecido. 

Da mesma forma, é justo e fundamental enaltecer o trabalho da Assembleia Municipal, em particular do grupo do Partido Socialista, que sempre acompanhou as iniciativas e as propostas da Câmara Municipal, e de todos os membros dos restantes partidos com representação no órgão deliberativo do nosso concelho, que demonstraram sempre, para comigo, uma atitude de elevação e de respeito, não obstante a diferença de perspetivas e de pensamento.

Deixar um lugar não significa deixar a política, que no sentido mais estrito está associada ao poder, mas é de forma mais abrangente indissociável do sentido de comunidade e da sua construção coletiva.

Mantenho a minha ligação a diversas coletividades, integrando os corpos sociais, e continuo a pertencer aos órgãos internos do PS, em Guimarães, no distrito de Braga e no País, sem prescindir dos meus valores e das minhas convicções.

O futuro, estou certo, será sempre uma imensidão de desafios e de oportunidades para todos, que exige as nossas melhores respostas.

Não abdicarei, por isso, do meu contributo para a construção de uma sociedade cada vez mais livre, justa, competitiva e solidária.

A política deve ser curriculum e não cadastro. Continuarei disponível, como sempre,  para servir Guimarães e as suas gentes.

Da minha parte, podem esperar sempre atitudes para a credibilização da vida política e das suas instituições e órgãos e não o seu contrário.

Obrigado a todos.

Até já…

Ricardo Costa, Vereador



Partilhar