Nova concessão de transportes


Teve lugar ontem, no Paço dos Duques de Bragança, a sessão pública de apresentação da nova concessão de Transporte Público Rodoviário de Passageiros, que começará a operar no território vimaranense a partir do próximo dia 1 de janeiro de 2022. 

A sessão iniciou-se com uma apresentação da Concessão de Serviço Público de Transporte Rodoviário de Passageiros de Guimarães, efetuada por Artur Sousa, da Direção de Operações da Guimabus, a que se seguiram as intervenções protocolares.

SIMBOLISMO

A vereadora Sofia Ferreira, responsável pelos transportes, destacou o simbolismo da sessão de apresentação e a feliz coincidência de ser realizada no dia em que o Centro Histórico de Guimarães comemora o 20º aniversário da elevação a Património Mundial da Humanidade. “Este também será um dia histórico para Guimarães”, disse. Sofia Ferreira disse que esta concessão é o resultado de um caminho longo, complexo e desafiante, que culmina num projeto estruturante para o território vimaranense. A nova concessão proporcionará uma oferta mais alargada, acessível e inclusiva, que “contribuirá para o aumento da coesão social e territorial”. “A nova concessão trará uma melhoria de frota e um aumento de 30% da oferta, com mais e melhores condições de usufruto”, frisou. Sofia Ferreira agradeceu à administração da GuimaBus pela ousadia em se ter submetido a concurso e pelo empenhamento e esforço perante o difícil percurso que foi percorrido. “Esta é uma empresa vimaranense ao serviço dos Vimaranenses”, disse. A vereadora agradeceu ainda ao Prof. Álvaro Costa por todo o trabalho e apoio prestados e ao Presidentes de Junta de Freguesia, que sempre estiveram interessados em contribuir para que a nova concessão servisse o melhor possível todo o território concelhio.

MOMENTO HISTÓRICO

Fernando Salgado, CEO da GuimaBus, na sua intervenção, destacou o momento histórico para a sua empresa e para Guimarães, dizendo que a nova concessão terá “impacto social e económico” na região. “Nascemos para servir os Vimaranenses e todos os que aqui estudam e trabalham”, disse. Fernando Salgado não hesitou em classificar o futuro do transporte rodoviário de passageiros como um “novo patamar que trará conforto, segurança e pontualidade”, bem como um serviço que pugna pela salvaguarda do planeta, uma vez que na sua frota conta com 22 autocarros elétricos, sendo, neste momento, a maior frota elétrica do país. O CEO da GuimaBus concluiu a sua intervenção pedindo a todos os Vimaranenses que façam chegar sugestões para melhor o serviço através das redes sociais da empresa.

80 VIATURAS

A nova concessão operará em 66 linhas com uma frota de 80 viaturas (58 a diesel e 22 elétricas), totalmente climatizada e com piso rebaixado, com lotação para mobilidade reduzida, e com 48 viaturas equipadas com sistema kneeling de ajuda ao embarque. Estará também disponível um website, em guimabus-pt, com todas as informações necessárias ao utente, e uma aplicação mobile, que permitirá saber, em tempo real, o horário de chegada dos autocarros a uma determinada paragem, através de geolocalização.

Partilhar