FC Vizela vai emitir comunicado

 

A fim de informar todos os espetadores sobre a realização (ou não) da partida com o Futebol Clube do Porto desta noite, a SAD vai emitir um comunicado informou o ddV André Morais do Departamento de Comunicação.

Entretanto o JN anunciou, assim como outros órgãos de informação, que o jogo será mesmo realizado porquanto, citamos, o FC Vizela tem 18 jogadores disponíveis.

A notícia avançada pelo diário portuense é do seguinte teor:

No dia em que vai defrontar o F. C. Porto para os quartos de final da Taça de Portugal, o Vizela confirmou a existência de dez casos positivos entre plantel e estrutura técnica.

O JN sabe que a equipa minhota tem 18 jogadores disponíveis e por isso vai poder ir a jogo com os azuis e brancos. Além dos testes PCR positivos, há 11 testes inclusivos, que vão ser repetidos ainda esta quarta-feira.

Segundo o regulamento das provas da FPF, o jogo é adiado se mais de metade dos jogadores seniores habilitados para competir estiverem infetados. O clube pode recorrer aos sub-23.

Vizela recebe, esta quarta-feira, em casa, o F. C. Porto em jogo dos quartos de final da Taça de Portugal. O pontapé de saída está marcado para as 20.45 horas.´'


O MAIS FUTEBOL acrescenta 

Receção ao FC Porto está marcada para esta quarta-feira, às 20h45

O Vizela tem 12 casos positivos de covid-19, confirmados em teste PCR, e mais 11 casos inconclusivos. Estes elementos repetiram o teste nesta quarta-feira de manhã, mas a realização do jogo com o FC Porto não está em causa.

A receção à equipa portista, referente aos quartos de final da Taça de Portugal, está agendada para as 20h45.


Refira-se que não foram testados apenas os atletas, mas sim um grupo de mais de 60 pessoas, entre plantel, staff e todos os elementos da organização de jogo.

Contas feitas, e uma vez que o Vizela tem mais de 40 jogadores inscritos, há a garantia que, do ponto de vista regulamentar, estão reunidas as condições para a realização do encontro, mesmo que os casos inconclusivos venham a ser positivos.

De acordo com os regulamentos da Federação Portuguesa de Futebol, o jogo só seria adiado se mais de 50 por cento dos jogadores habilitados para competir estivessem impedidos. 








Partilhar