Retoma no setor da Animação Turística e Eventos 


Guimarães foi palco do 10º Congresso da Associação Portuguesa de Empresas de Congressos, Animação Turística e Eventos (APECATE) durante dois dias,

que contou com as presenças da Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques (sessão de abertura) e ainda da Secretária de Estado da Valorização do Interior, Isabel Ferreira (sessão de encerramento).   

 O evento foi dirigido aos profissionais do setor turístico, no momento em que são apontados sinais da retoma depois do período de pandemia, embora com algumas incertezas perante a conjuntura mundial. 
O objetivo deste evento “foi cumprido”, segundo o presidente da APECATE, António Marques Vidal, com realce para as comunicações, partilha de experiências, reflexões e sugestões de intervenções que foram promovidas em várias sessões.   
 “Há uma vontade expressa de voltar ao ritmo que o setor demonstrava antes da pandemia. Vivemos um momento muito delicado para o mundo em geral e, para a economia em particular, importa reajustar modelos e reestruturar produtos e sempre com o espírito de resiliência que este setor tem evidenciado”, assinalou a Secretária de Estado da Valorização do Interior, Isabel Ferreira, na sessão de encerramento que decorreu esta quarta-feira.  
 O Vereador do Turismo da Câmara de Guimarães, Paulo Lopes Silva, destacou o posicionamento do Município em “trabalhar de uma forma convicta no relançamento do setor do turismo” e deu como exemplo a organização deste congresso na Cidade Berço, na perspetiva de abrir novos horizontes.   Luís Pedro Martins, Presidente da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal, considerou que “há muitas oportunidades” que estão a ser aproveitadas na região norte de Portugal e traça o caminho da retoma. “Assistimos ao regresso de festivais, grandes feiras internacionais e eventos. 
Teremos o maior stand na BTL e estamos a trabalhar em força para a captação de muitos eventos para a nossa região”, salientou.             

Partilhar